Meio Bit » Ciência » Gênios criam matéria-prima de impressoras 3D a partir de cerveja

Gênios criam matéria-prima de impressoras 3D a partir de cerveja

A parte chata da impressão 3D é que estamos produzindo mais plástico para poluir o planeta, mas e se for bioplástico? E se em vez de petróleo, um produto criado com matéria-prima reciclada? E se essa matéria-prima for o material que sobra da produção da cerveja?

5 anos atrás

w704 (3)

Hoje em dia quem mais ganha dinheiro com impressão 3D são os vendedores de prateleiras e espanadores, as pessoas estão comprando as máquinas, imprimindo alguns bonequinhos, descobrindo que modelagem 3D é complicado pacas e as impressoras levam horas, então as colocam de lado.

No mundo corporativo elas são mais úteis, mas ainda há o detalhe dos insumos, você está consumindo mais prástico, e petróleo é um recurso finito. Como resolver? Bioplásticos. Só que milho se come, como produzir bioplásticos sem afetar nossa produção de alimentos?

Os gênios da 3Dom resolveram isso de forma brilhante: estão usando o material que sobra da produção de cerveja. Normalmente iria para o aterro sanitário, mas com o processo desenvolvido por eles os grãos macerados ou sei lá o quê viram lindos carretéis de bioplástico dourado.

3Dom USA — Buzzed - 3D Filament Made From Beer

O processo ainda precisa ser aprimorado, o carretel de filamento de cerveja custa US$ 49,00 contra US$ 30,00 do carretel feito com pobres dinossauros, mas isso pode ficar mais barato, precisamos produzir mais matéria-prima. Faça sua parte!

Waitress-photo

Fonte: Geeky Gadgets.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários