Meio Bit » Games » Yoshida fala sobre a dificuldade em trabalhar com o “Pai do PlayStation”

Yoshida fala sobre a dificuldade em trabalhar com o “Pai do PlayStation”

Um dos nomes fortes da Sony atualmente, Shuhei Yoshida revela detalhes da convivência com Ken Kutaragi, o “Pai do PlayStation” e afirma que trabalhar com ele não era algo muito fácil.

15/04/2014 às 10:00

Ken Kutaragi

Existe uma máxima no futebol que diz que nós não sabemos quase nada do que acontece nos bastidores, mas acho que isso também poderia ser aplicado nas grandes empresas, especialmente nas de videogames.

Para o grande público, pode parecer que alguns executivos são sujeitos bacanas e que trabalhar com eles seria o equivalente a um passeio no parque, mas basta algum dos seus funcionários descreverem suas rotinas para percebermos que não é bem assim que a coisa funciona.

Peguemos como exemplo Ken Kutaragi. Ex-presidente e CEO da Sony Computer Entertainment, ele sempre será lembrado como o “Pai do PlayStation”, alguém que muitos afirmam categoricamente ter sido o principal responsável pelo sucesso da marca. O que não sabíamos no entanto é que, para atingir seus objetivos, Kutaragi tratava seus funcionários com mãos de ferro e quem revelou isso foi Shuhei Yoshida, atual presidente do Worldwide Studios e um dos principais nomes da companhia.

Tendo trabalhado por 10 anos sob o comando de Kutaragi, ele afirmou que tem um profundo respeito por seu antigo patrão, mas admitiu que aquele foi um período muito difícil. Um dos motivos para Yoshida pensar assim era o fato de Kutaragi viver mudando o rumo que os projetos seguiam, sempre sem aviso prévio e muitas vezes acontecendo num prazo de apenas uma semana.

Yoshida também citou a incapacidade do chefe de elogiar seus funcionários, chegando ao cúmulo das pessoas se assustarem quando ele disse que havia sido elogiado duas vezes por ele, o que consideraram muito. Mesmo assim, o executivo garante que todos gostavam de Kutaragi.

Da maneira como falou e por todas as entrevistas que já li dadas por ele, Shuhei Yoshida parece ser uma pessoa muito mais sociável e fácil de lidar, mas para ter certeza, é melhor esperarmos até que um dos seus subordinados resolva contar como ele é depois que as câmeras são desligadas.

Fonte: Edge.

relacionados


Comentários