Meio Bit » Áudio e vídeo » Sharp apresenta display OLED 8K de 13,3 polegadas

Sharp apresenta display OLED 8K de 13,3 polegadas

Depois da ASUS exibir ultrabook 4K Zenbook NX500 na Computex 2014, Sharp apresenta display OLED de 13,3 polegadas com resolução 8K e 664 ppi

6 anos atrás

shrp-display-oled-13-3-pol-8k

Se você já acha a resolução de um Macbook Pro Retina um despropósito, é porque você não viu o que a ASUS aprontou na Computex. Entre diversas novidades, uma que merece destaque é o Zenbook NX500, um notebook equipado com um display de 15,6 polegadas e resolução 4K, sem falar na GPU nVidia GTX 850M o processador Core i7 para coordenar isso tudo.

Só que 4K já está em vias de virar passado, ao menos no Japão. A NHK e a Mitsubishi, comprovando que japoneses vivem ao menos dez anos à frente estão trabalhando em uma câmera 8K. Entretanto o material pede uma tela compatível, e a Sharp já está demonstrando seu primeiro display com resolução de 7680 x 4320 pixels.

O hardware em questão é um display OLED para notebooks com 13,3 polegadas, que foi exibido numa conferência da Society for Information Display (SID). O protótipo foi desenvolvido pela Sharp em conjunto com as empresas Semicondutor Energy Laboratory (SEL) e Advanced Film Device (AFD). Com essa resolução e dimensões, o display possui uma densidade de pixels por polegada de estonteantes 664 ppi. A título de comparação, um Macbook Pro Retina de 13" possui 227 ppi; o de 15,4", 189 ppi. Até aqui tudo bem, a Apple entende como Retina a tela que mantida à distância padrão que um usuário utiliza seu gadget impeça que o mesmo possa distinguir pixels. Se pegarmos o NX500 da Asus, ele possui apenas 282 ppi.

"Afinal, qual é a diferença de resolução?" É esta:

8k-vs-the-others

Particularmente eu acho 4K um exagero, mas hoje ele já é quase a resolução padrão do mercado. Embora televisores com a resolução ainda sejam caros e falta conteúdo, não vai demorar para que esse cenário mude. Já 8K é uma boçalidade. Quatro vezes mais pixels que o 4K, dezesseis vezes mais que o Full HD. Já ficaria lindo numa TV, imagine uma resolução tão ignorante num notebook.

Um porta-voz da SEL disse à Nikkey Technology que ainda é cedo para dizer quando ou se o display será comercializado, pois ele ainda se encontra em uma fase bastante preliminar. Eu diria que é um caminho sem volta, as pessoas querem telas com melhor resolução e todos estão correndo para conceber produtos melhores sem comprometer o consumo de energia dos notebooks. Claro, TVs e monitores são uma outra história.

Fonte: NT via PCW.

Leia mais sobre: , , , , , , , .

relacionados


Comentários