Meio Bit » Hardware » Internet Das Coisas (inúteis): a persiana online

Internet Das Coisas (inúteis): a persiana online

A modinha da Internet Das Coisas (inúteis) continua. Agora a nova bobagem a ser automatizada é a… persiana. Isso mesmo. Aquele troço na janela que você nem lembra que existe, que nunca mexe e que só serve pra travar uma vez por ano, quando você corre pra ver o acidente de ônibus na rua… agora querem nos convencer que puxar uma cordinha a cada 6 meses é primitivo, gente moderna instalada hardware e usa um app pra isso…

6 anos e meio atrás

Cat Stuck in Blinds

A tal “Internet Das Coisas” é uma estratégia mercadológica maquiavélica que pretende fazer com que sintamos necessidade de ter tudo online. De geladeiras a camisinhas. Um monte de atividades que exercemos perfeitamente do jeito que são estão sendo vendidas como necessitando de automação. E isso me irrita tanto que nem vou corrigir o eco horroroso na frase anterior.

Manja acender a luz? Você entra em casa, click, pronto. Não mais. Agora você paga uma fortuna por uma lâmpada com Wi-Fi, capaz de exibir 789 quaquilhões de cores, programada por um app de iPhone e que consumirá 1.800 homens-hora até chegar no comportamento ideal. Eu pergunto: sua vida é assim tão miserável e incompleta HOJE, por causa de sua lâmpada burra que acende quando você aciona o interruptor? Pois é.

A novidade agora é uma tal de Jalousier, um projeto de Crowdfunding que promete automatizar a peça de tecnologia menos confiável, mais suscetível a falhas já invetada pelo homem, só perdendo pro Holodeck em Star Trek: a persiana.

NENHUMA persiana funciona direito. NENHUMA. Se ela estiver desalinhada por qualquer coisa acima de 1/125 do Comprimento de Planck, ela vai travar. É um fato científico.

O tal projeto promete automatizar persianas para que você não faça aquilo que NINGUÉM FAZ, que é ajeitar persianas o dia inteiro. O negócio diz regular de acordo com luz e temperatura para manter o ambiente sob iluminação constante, o que é lindo pras 3 pessoas em São Paulo e 4 em New York que têm uma vista desimpedida pro Sol.

Financiado via IndieGogo, o negócio ainda é caro. Na pré-pré-venda sai a US$ 100,00.

Sério, se o sujeito acha mesmo uma boa idéia automatizar algo que NO MÁXIMO ele mexe uma vez ao dia, tenho uma idéia muito clara do futuro que estamos criando:

Wall-E-2

Fonte: TC.

relacionados


Comentários