Meio Bit » Games » Ex-editor da Famitsu vê esperança na Nintendo: o Wii U ainda pode ressuscitar em 2014

Ex-editor da Famitsu vê esperança na Nintendo: o Wii U ainda pode ressuscitar em 2014

2014 será um ano decisivo para a Nintendo. Hirokazu Hamamura, um especialista no mercado japonês de games, acredita que a Nintendo pode usar o lançamento do PS4 à favor do Wii U e assim ressuscitar o console, evitando mais um fracasso como o Gamecube. Basta lançar mais jogos matadores e exclusivos.

7 anos atrás

Laguna_WiiU_GamePad_close

GamePad carregou a cruz do Wii U. (Crédito: My Nintendo News)

Hirokazu Hamamura, presidente do grupo Enterbrain, diretor da editora Kadokawa e ex-editor chefe da conceituada revista Famitsu, pessoalmente acredita que a Nintendo não conseguiu em 2013 conciliar o 3DS e o Wii U.

Em entrevista ao jornal japonês Mainichi Shinbun sobre o mercado local de games com a iminente chegada do PS4 (já em fevereiro) e a ascensão dos smartphones com grandes lançamentos como Dragon Quest VIII, Hamamura disse o seguinte:

Associar o crescimento dos smartphones/tablets ao fracasso do Wii U é difícil pois, há dois anos, o Nintendo 3DS foi considerado um fracasso e, em seguida, se recuperou.
 
Tem sido um tanto óbvio que ambos os atuais consoles Nintendo estão a concorrer entre si pela preferência do consumidor.
 
O Wii U poderia ter melhor sorte se jogos matadores fossem lançados pela Nintendo com freqüência maior que no portátil, este já consolidado.
 
Desenvolver jogos exclusivos relevantes para ambas as plataformas simultaneamente é um enorme desafio bastante difícil de facto, mesmo para uma Nintendo
.” — Hirokazu Hamamura

Embora o portátil esteja indo muito bem tanto no Japão quanto no restante do mundo, o Nintendo Wii U aparenta ter sido morto em 2013 mesmo tendo vendido razoavelmente bem no final do ano. Hamamura acredita que o console da Nintendo poderia usar o lançamento japonês do PS4 ao seu favor e evitar virar um Gamecube na 8ª geração.

Na opinião do tio Laguna, a Nintendo deveria ter esclarecido desde o começo que o Nintendo Wii U não se resume ao GamePad: acredito que muita gente ainda hoje ache que o Wii U é algum tipo de acessório do velho Wii. Outro detalhe é que a Nintendo ainda mantém a venda do velho Wii em alguns mercados mesmo o Nintendo Wii U podendo rodar bem, em teoria, todos os jogos do console antecessor.

No caso do Japão, a produção do velho Wii está prestes a ser encerrada, enquanto alguns países no ocidente convivem não só com o velho console como também com o Wii Mini, modelo de baixo custo do velho Wii.

Ao menos no quesito jogos, a Nintendo já matou o velho Wii há uns dois anos: o ano de 2013 da Nintendo no “moribundo” Wii U foi marcado pelo belo Super Mario 3D World, que conseguiu bater The Last of Us na preferência de sites como Eurogamer.

Se a Nintendo japonesa quiser bater o PlayStation 4, seria interessante o Wii U ter mais jogos do nível de qualidade do Mario só que ainda mais voltados ao público japonês: surpreendentemente o Super Mario 3D World teve o pior desempenho em vendas entre todos os jogos tridimensionais da franquia num lançamento japonês.

XBox One? O velho XBox 360 já era irrelevante no Japão, talvez a Microsoft nem tenha games japoneses o suficiente para lançar o novo console ainda em 2014 por lá.

relacionados


Comentários