Meio Bit » Games » Quando o melhor hardware não define o melhor jogador

Quando o melhor hardware não define o melhor jogador

Vencedor de Ultra Street Fighter IV na EVO 2014 usa controle original do PlayStation para jogar e destrói mito de que vence quem tem o melhor fightstick

6 anos atrás

luffy-evo-2014

Neste fim de semana rolou a EVO 2014, o maior torneio de jogos de luta dom mundo. Incluindo algumas surpresas como a Nintendo patrocinando o campeonato pela primeira vez e anúncios como o teaser de Tekken 7 e o gameplay de Raiden em Mortal Kombat X, a atração principal é sempre ver os melhores jogadores de diversos títulos de luta se engalfinhando para levar o prêmio para casa. O que ninguém esperava é que na porção do torneio envolvendo Ultra Street Fighter IV um paradigma fosse derrubado.

Entre os oito melhores lutadores estava um relativamente desconhecido, o europeu de ascendência asiática Olivier "Luffy" Hay. Ele realizou uma campanha respeitável e mesmo tendo ido parar na chave dos perdedores ele se recuperou e conseguiu chegar à final, tendo a oportunidade de desafiar o japonês Bonchan, um dos melhores do mundo, Ele já havia derrotado o também japonês Hajime "Tokido" Taniguchi, estrela da MadCatz junto de Daigo "The Beast" Umehara, eSteam tendo sido eliminado cedo. Luffy precisava vencer Bonchan em duas melhores de três para ser campeão, o que ele conseguiu. Veja o vídeo:

O mais impressionante nessa história não é o fato de que Luffy (divulgado erroneamente como "Louffy", talvez por problemas de direitos autorais) tenha sido o primeiro não nascido na Ásia a vencer a porção de Street Fighter na EVO, mas sim sua escolha de controle para jogar. Diferente da grande maioria ele preferiu abrir mão de um fightstick e usou um joystick, mas não qualquer um. Ele jogou com isto aqui:

psx-controller

Pois é. Contrariando toda a lógica Luffy venceu o torneio de USFIV utilizando o controle original do PlayStation, o modelo lançado em 1994 e que sequer contava com controles analógicos e vibração. Esse controle teve vida curta, apenas três anos mas continuou sendo fabricado anos a fio por terceiros, já que muita gente não se acostumou no início com o peso excedente do DualShock original. Toda vez que o controle cinzento aparecia em cena em suas lutas muita gente incrédula não entendia como Luffy conseguia superar outros jogadores com os ditos muito superiores fightsticks.

Durante anos fabricantes como a Mad Catz, Razer e outras fizeram rios de dinheiro associando a performance na EVO de seus jogadores patrocinados a seus periféricos, vendendo-os como a melhor alternativa para aproveitar ao máximo qualquer jogo de luta. Claro, jogadores profissionais montam o seu próprio fightstick, o adaptando a suas necessidades. As lojas também vendem peças customizáveis e por causa disso um controle montado de primeira sai caro, bem caro. Os modelos prontos básicos, como o Fightstick PRO da Mad Catz abaixo custam entre US$ 119 e US$ 199; já montar o próprio não consome menos de 200 dólares.

madcatz-fightstick-pro

Luffy voltou a lembrar os jogadores que o controle, por melhor que seja é apenas uma ferramenta. Nos primórdios da EVO participantes que preferiam controles normais a fightsticks eram massacrados, dando a entender que um controle arcade era a diferença entre o sucesso e a derrota. A vitória do europeu mostra que a habilidade individual ainda é o fator determinante, independente de qual controle ele utilize.

Mesmo que seja um de 20 anos de idade.

Fonte: K.

relacionados


Comentários