Meio Bit » Games » Eitr, o hack and slash que mistura Diablo com Dark Souls

Eitr, o hack and slash que mistura Diablo com Dark Souls

Conheça o Eitr, um jogo que está sendo feito por dois desenvolvedores e que tem como grande diferencial uma bela pixel art e uma jogabilidade que mistura Diablo com Dark Souls.

6 anos atrás

eitr

Sabe aquelas ideias fantásticas que nos faz pensar como ninguém as teve antes? Pois a julgar pelo trailer que pode ser avisto abaixo, os ingleses da Eneme Entertainment parecem ter tido uma delas com um jogo chamado Eitr.

Funcionando como um RPG isométrico com gráficos pixelados belíssimos, o game usará como tema a mitologia nórdica e um detalhe que tem chamado a atenção de muitas pessoas é que ao invés de ter uma jogabilidade típica de um hack and slash, onde basicamente clicamos freneticamente em tudo o que se mover, aqui ela se parece mais com o que vimos no Dark Souls, ou seja, exigindo muito mais estratégia e timing.

Segundo os criadores, a dupla Tobi Harper e David Wright, as fontes de inspiração para o Eitr foram jogos como Diablo, Path of Exile, além da própria franquia Souls da From Software e o nome escolhido para o game serve também para termos uma noção do enredo, já que a palavra significa uma substância negra que corrompe qualquer coisa que entrar em contato com ela. No jogo veremos a Yggdrasil, árvore que conecta os nove mundos nórdicos sendo envenenada pelo Eitr, o que espalhará a escuridão pelo planeta.

Como de costume, caberá ao jogador tentar eliminar o mal e para isso ele terá que se aventurar por diversas localidades típicas da mitologia nórdica, explorando tumbas, calabouços e enfrentando os mais variados inimigos, desde ratos gigantes até esqueletos lindamente animados.

Ainda sem data para seu lançamento, a intenção é lançar o Eitr para Windows e posteriormente adaptá-lo para Mac e Linux, mas como o jogo está sendo feito com engine Unity, os criadores esperam poder lançá-lo também para os consoles, embora não tenho feito nenhuma promessa neste sentido.

Se fosse só pelo visual, acho que o Eitr já mereceria nossa atenção, mas essa ideia de tornar as batalhas mais complexas e mentalmente desgastantes foi certamente a cereja do bolo e fico com a impressão de que a criação de Harper e Wright poderá até influenciar outros hack and slash, o que a meu ver seria muito bom.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários