Meio Bit » Hardware » Console OS promete experiência Android definitiva em PCs

Console OS promete experiência Android definitiva em PCs

Projeto do Kickstarter promete entregar fork do Android própria para ser integrada ao Windows 8.1, introduzindo recursos não presentes na versão x86 oficial

6 anos atrás

console-os

Android no desktop? Há algum tempo atrás muita gente via isso como uma possibilidade descartável, entretanto o robozinho do Google tem evoluído de forma considerável a fim de que o sistema seja visto como uma alternativa viável para os fabricantes. Ultrabooks e AIOs tem aparecido mas a oferta ainda é bem limitada, ainda mais pelo fato de que ele não escala o suficiente para suportar programas mais pesados, como deve ser num desktop. O projeto Android.org fornece ISOs x86 próprias para rodar no PC, mas elas possuem alguns problemas e só são indicadas a curiosos.

É aí que entra a equipe responsável pelo iConsole.tv com o Console OS, um fork dedicado a levar o Android a outro nível.

Em primeiro lugar, a equipe responsável pelo projeto deixou claro que o Console OS é voltado para oferecer um produto capaz de escalar o bastante para rodar programas pesados e games sem sofrer com as limitações de hardware de um tablet. O trabalho de 18 meses foi minucioso, de forma a adaptar toques em tela de forma a não prejudicar a performance tanto em uso com mouse quanto em desktops com telas de toque, além de manter um performance mais poderosa para games como mostrado no vídeo. Outro objetivo da equipe é integrar o Windows 8.1 com o Android em dispositivos dual-boot, sejam desktops ou tablets: o Android x86 atualmente não é compatível com o secure boot do sistema das janelas, estratégia essa para eliminar a possibilidade de dividir o Windows 8.1 com outros sistemas na mesma máquina. Claro, é possível desligar o recurso mas oferecer um Android compatível é mais simples.

Confira outros recursos que o Console OS terá em comparação a outros projetos:

console-os-001

A Mobile Media Ventures, empresa responsável pelo projeto está pedindo US$ 50 mil dólares para financiar o projeto, mas é bom deixar claro que não se trata de um projeto open source. Diferente de outros forks, como a ideia é fornecer um sistema operacional escalável para o PC ele não será distribuído gratuitamente. A licença custará US$ 20 dólares por ano, mas quem contribuir com US$ 25 (ou US$ 10, limitados a apenas 10 mil contribuintes) terá acesso a ele sem custos pelo resto da vida, com direito a atualizações permanentes. É claro, é bem provável que uma versão livre pela comunidade acabará aparecendo mais cedo ou mais tarde.

Fonte: KS.

relacionados


Comentários