Meio Bit » Internet » Apple realiza bate-papo com os desenvolvedores do Uber

Apple realiza bate-papo com os desenvolvedores do Uber

Desenvolvedores do Uber, o app que vem causando confusão por onde passa farão um bate-papo na Apple Retail Store do Village Mall no dia 7 de agosto

30/07/2014 às 15:01

uber

Essa é para quem quer conhecer os desenvolvedores do app que vem causando um rebuliço nos transportes públicos nos últimos tempos: a Apple em parceria com o Uber promoverão um bate-papo com os desenvolvedores da aplicação de caronas pagas na próxima semana, a fim de falar um pouco sobre seu crescimento nos últimos tempos e seus planos para o futuro.

Antes de mais nada, uma recapitulação: lançado em 2009 e presente no iOSAndroid e Windows Phone, o Uber é um aplicativo que se vende com um serviço que disponibiliza caronas em veículos de luxo por um preço relativamente competitivo em comparação com o serviço de táxis, mas na prática ele é de fato um serviço concorrente, que preza por um atendimento especializado a clientes que não abrem mão de conforto e exclusividade (até porque um sedã de luxo é muito mais chamativo do que um táxi, ao menos no bom sentido).

Os problemas começam pela forma como o Uber opera. Por se definir como uma empresa de caronas, ele é um serviço que só exige dos motoristas um carro de luxo recente, seguro de automóvel e seguro do passageiro. Portanto, sob todos os aspectos ele é um serviço não regulamentado, já que a grande maioria das cidades onde opera não liberam concessões de táxis a veículos fora das cooperativas ou que não se adequem às normas. Obviamente que no Brasil não seria diferente: ele já foi declarado ilegal pelas prefeituras do Rio de Janeiro e São Paulo, as duas cidades do país em que atua. Em suma, ambas as prefeituras não emitem mais licenças de táxis desde 2011, por considerarem que “já existem veículos suficientes”, o que bem sabemos, não é verdade.

O Uber trabalha na insatisfação dos usuários com os táxis, mas é fato que por onde passa ele enfrenta repressão não só dos taxistas como dos órgãos públicos. A prefeitura do Rio estuda uma maneira de classificar apps como Uber como crimes de informática; a o Detran de São Paulo foi orientado pela prefeitura a apreender veículos irregulares. Por outro lado, em alguns lugares do mundo a situação começa a mudar em favor do Uber, que vem sendo reconhecido como serviço legal. Isso ajudou inclusive a valorizar o serviço, hoje avaliado em US$ 17 bilhões.

A conversa com os desenvolvedores do Uber será realizada no dia 7 de agosto às 19 horas, na Apple Retail Store do Village Mall, Rio de Janeiro. As vagas são limitadas e é preciso se inscrever através deste link.

relacionados


Comentários