Meio Bit » Miscelâneas » Phil Schiller não ama mais Tony Fadell; VP da Apple dá unfollow no fundador da Nest

Phil Schiller não ama mais Tony Fadell; VP da Apple dá unfollow no fundador da Nest

Após a compra da Nest pelo Google Phil Schiller deixou de acompanhar/seguir o Twitter do antigo amigo e pai do iPod Tony Fadell, com quem desenvolveu o iPad

7 anos atrás

steve-jobs-apple-heads

A humanidade sempre se dividiu entre “nós” e “eles”. Se você não faz parte da comunidade, se não adora o mesmo deus que a maioria, se não veste a mesma roupa de grife que as amiguinhas do colégio, se prefere o Xbox 360 ao PS3 ou se torce para o Corinthians e não para o Palmeiras você deixa de ser parte do grupo ao qual pertence e passa a ser “um deles”, um inimigo, um rival.

Tem sido assim nos últimos anos entre macfags e droiders. Os fãs da Apple defendem o “seleto grupo” de usuários do iOS, que conta com ínfimos 50 milhões de fidalgos de monóculo e cartola que gozam de um sistema otimizado e apps exclusivos; já os donos de Android se vangloriam da liberdade da plataforma e a facilidade de acesso ao código do sistema, algo que todos os humanos obviamente têm conhecimento e interesse em mexer. Esse tipo de coisa faz parte do mercado corporativo, incentiva a concorrência e tudo mais, mas quando a coisa sai de controle chegando às vias de fato deixa de ser engraçado. Por isso não vemos muitos executivos compartilhando desse comportamento.

Porém toda regra tem uma exceção. Phil Schiller, VP de marketing da Apple é conhecido por defender os produtos de Cupertino de forma doentia, como um fã exacerbado. Mesmo Ballmer, um apaixonado pela Microsoft já autografou um Macbook, algo inimaginável por qualquer um da Apple.

Só que Schiller vai além. Quando o Instagram foi enfim lançado para o Android, ele que até então usava e elogiava o app simplesmente removeu sua conta da rede social, alegando que “ele deixou de ser uma pequena comunidade de pioneiros compartilhando suas fotografias”; Schiller simplesmente pegou a bola e não quis se misturar com a gentalha.

google-nest

Pois bem, ele fez de novo. O Nest, o termostato inteligente desenvolvido pelo “pai do iPod” Tony Fadell era até então um item que mostra o estilo minimalista que os fãs da Apple tanto prezam. Então veio o Google e adquiriu a companhia por US$ 3,2 bilhões, levando no processo 200 ex-funcionários de Cupertino. A reação de macfags e paranoicos com a política “do no evil” de Mountain View donos do Nest está hilária, e como bom fã da Apple Schiller resolveu fazer coro: ele deixou de seguir a conta da Nest, um movimento até compreensível do ponto de vista de negócios. Só que ele também deu unfollow em seu “ex-amigo” Fadell. O cache de sua conta e a lista atual de pessoas que ele segue entregou.

Fadell foi contratado pela Apple em 2001 para desenvolver o iPod, e o iPad foi desenvolvido por ele em conjunto com Schiller. Quando saiu da empresa em 2010 ele teria prometido à Steve Jobs que jamais trabalharia para a concorrência. Essa seria a motivação para o ato de Schiller, seguindo a máxima nothing personal; it's strictly business da mesma forma que Fadell fez. O engraçado nessa história é o fato de que o Nest é vendido pela Apple, embora é certeza que isso não irá durar.

Fonte: 9 to 5 Mac.

relacionados


Comentários