Meio Bit » Games » Austrália censura jogo de South Park

Austrália censura jogo de South Park

South Park existe desde o Século passado, mas ainda assusta. Um órgão australiano achou ofensivo o novo jogo da série, The Stick of Truth, e agora o jogo será vendido na terra do Crocodilo Dundee cheio de blips, censurado e com várias partes faltando, sendo substituídas por… um coala chorando.

7 anos atrás

superbestfriends

South Park começou a ser exibida em 1997, depois de ter se tornado um viral, mesmo antes do conceito existir. O vídeo de Jesus brigando com Papai Noel até hoje corre pelos Tubos da vida, e ainda funciona muito bem. A série ganhou muitos desafetos, pois critica todo mundo. Não tem o maniqueísmo confortável que as pessoas tanto querem, mas não admitem.

Principalmente, South Park em todos esses anos nunca deixou o espectador confortável. O especial com “participação” de Richard Dawkins foi louvado pela ala atéia, por denunciar fanatismo religioso, e promover um futuro utópico onde a Ciência seria a força-motriz da sociedade. Os religiosos, odiaram. Aí veio a segunda parte, onde as pessoas naquele futuro nada utópico continuavam a se matar, não em nome de seus vários deuses, mas por discordarem de interpretações científicas. Os ateus xingaram muito na Internet, os religiosos acharam que era uma boa lição de humildade.

No final da última temporada fizeram um épico em 3 episódios, criticando o consumismo da Sexta-Feira Negra. A gente acha o máximo, concorda. Mostraram que crianças podem ser felizes brincando na rua, que não precisam de XBox One ou PS4, que os fabricantes só querem empurrar consoles caros. O espectador aplaude.

Aí o episódio termina com um jabá explícito pro Graveto da Verdade, o videogame da série que está pra ser lançado em março. Veja o trailer:

A mensagem é: não levem South Park a sério.

A Austrália, claro, não entendeu, e pelo visto não entendeu a série também. Tanto que censurou várias partes do jogo. Um jogo que já é proibido para menores de 18 anos, ao contrário do site oficial da série, com todos os episódios. Uma das cenas censuradas se passa em uma clínica de aborto. Os velhinhos censores australianos provavelmente não sabem que é uma referência a esta cena antológica, do episódio “Natal das Criaturas da Floresta”, de 2004.

Três mini-games foram retirados do jogo, além de outras cenas. Os criadores disseram que irão substituir as cenas removidas pela imagem de um coala chorando.

Capaz de acharem que a cena do longa da série, onde Bill Gates é morto, incita violência.

Também implicaram com uma sequência onde um dos personagens, provavelmente o Cartman é submetido a uma sonda (anal, obviamente) alienígena. Dizem que a cena envolve uma “criança” desacordada, adultos e objetos em formato de pênis. Sério? Provavelmente censurariam o episódio sobre a NAMBLA - North American Man/Boy Love Association, mais chocados com alguém ter feito piada com a “entidade” do que com o fato de que ela REALMENTE existe.

Também não lembram do episódio em que o Ike estava transando com a professora e só o Kyle ficou revoltado, o resto achou bem legal a professora gata estar saindo com ele. “Ah, mas é um bebê” SIM, South Park se alimenta de hipérboles, vive do exagero do absurdo.

MissTeacherBangsaBoy08

Essa censura australiana quer infantilizar um jogo que não é para crianças. Estão metendo a tesoura sem perceber que o gênio já saiu da lâmpada faz tempo. South Park passa em 3 canais diferentes no país, e muito provavelmente há internet por lá, então o www.southparkstudios.com está a um clique de distância.

Pior que censura só censura inútil. Os fãs vão piratear o jogo original, ou comprar via Steam com VPN, e o mundo não vai acabar. No final acabaremos com o de sempre: um burocrata inútil do Governo, achando que fez alguma coisa.

Fonte: SG.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários