Meio Bit » Mobile » Sistema de Navegação Digital deixa Marinha Americana a ver navios (afundando)

Sistema de Navegação Digital deixa Marinha Americana a ver navios (afundando)

7 anos e meio atrás

ussguardian

O USS Guardian é (era) um caça-minas classe Avenger, comissionado em 1989 e com uma longa vida pela frente, se não fosse o excesso de confiança na tecnologia de navegação.

No dia 17 de Janeiro o navio de quase 1400 toneladas, com mais deslocamento do que um destroyer da Segunda Guerra, encalhou no pior lugar possível em tempos de paz: No Parque Nacional dos Recifes Tubattha, nas Filipinas.

Uma das reservas ambientais mais protegidas (e ameaçadas) do mundo, um ecossistema insubstituível e delicado, e os caras se escacetam com um navio direto no recife.

Os 79 tripulantes foram resgatados, e rapidamente descobriu-se a causa do acidente: O Sistema de Navegação Digital, criado pela National Geospatial-Intelligence Agency (NGA) mostrava o recife incorretamente, 8 milhas náuticas fora da posição real.

Pior: O sistema tem cartas náuticas gerais e costeiras, mais detalhadas. O navegador do Guardian corretamente escolheu a carta costeira, mais detalhada. Ela estava errada. Tanto nas cartas gerais quanto nas impressas em papel, a posição do recife estava correta.

o Governo das Filipinas está falando em multas imensas, pois além do dano já causado a remoção do navio poderá causar vazamento de combustível e outros contaminantes. Melhor: Dificilmente serão contestados, pois uma coisa é explodir terroristas e alguns civis inocentes com drones no Afeganistão, outra é cair na ira dos ecologistas.

Os primeiros esforços para desencalhar o Guardian deram errado, e agora decidiram cortar o coitado em três pedaços, pondo fim á sua carreira. Quanto ao cidadão que desenhou a tal carta náutica digital, está rezando pra ser protegido pela burocracia estatal, e nunca ser localizado.

Fonte: IE3

relacionados


Comentários