Meio Bit » Games » Programador fala sobre dificuldades encaradas pela Double Fine

Programador fala sobre dificuldades encaradas pela Double Fine

Programador da Double Fine revela que estúdio passou por sérias dificuldades, mas que foco em jogos menores e comando de Tim Schafer os ajudou a manter-se relevantes.

7 anos atrás

double-fine

Comandada por um dos game designers mais criativos da indústria e tendo nos trazido uma série de jogos que fogem do lugar comum, a Double Fine conseguiu conquistar muitos fãs nos últimos anos e ainda mostrou que era possível financiar a produção de um jogo com a ajuda da comunidade, o que de certa forma, mudou a indústria.

Mas isso significa que o estúdio sempre viveu uma calmaria? Oliver Franzke garante que não. De acordo o programador chefe da companhia, logo após o lançamento do Brutal Legend eles começaram a trabalhar numa continuação, mas como a EA resolveu cancelar o projeto, houve uma grande chance de que a Double Fine tivesse que fechar as portas, os fazendo passar a apostar em jogos menores.

A Double Fine não cresceu muito desde o Brutal Legend, estamos com uma equipe praticamente do mesmo tamanho. Na verdade, nós nem podemos colocar mais pessoas no nosso prédio, já que estamos lotados.

Aqui se parece mais como uma família… Muitas das pessoas na Double Fine estão trabalhando aqui desde os primeiros dias, por 10, 12 anos e é praticamente impossível na indústria de games encontrar alguém que tenha trabalhado para uma companhia por mais do que dois anos.

Para Franzke, um dos motivos para essa harmonia é a maneira como Tim Schafer consegue criar um senso de comunidade entre os funcionários e vendo as entrevista que ele costuma dar, é fácil ter a impressão de que o cara é realmente muito gente boa.

Por tudo isso a minha esperança é de que a Double Fine continue sendo uma empresa independente é que Schafer nunca a deixe, o que pelo menos na teoria nos garantirá mais alguns títulos que não se limitarão a copiar fórmulas consagradas ou que visem pura e simplesmente se tornar sucessos comerciais.

Fonte: GamesIndustry.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários