Meio Bit » Hardware » Novo conector USB será menor e finalmente conectar-se-á em qualquer posição

Novo conector USB será menor e finalmente conectar-se-á em qualquer posição

USB 3.0 Promoter Group espera que novo conector com suporte ao USB 3.1 substitua os vários existentes; ele será reversível, encaixando-se em qualquer posição

04/12/2013 às 17:00

usb-3-0-type-a-male-micro-usb-male

Para um padrão de conexão cujo significado é Universal Serial Bus, o USB tem um grande número de formatos de conectores. Por algum motivo inexplicável, decidiram que cada modelo de periférico deveria ter uma porta específica, daí temos conectores USB Tipo A, Tipo B (o mais usado em impressoras), Mini-A, Mini-B, Micro-A e Micro-B, além do mais recente Micro USB 3.0, muito utilizado em HDs externos.

Comparando com o Thunderbolt, que só possui um formato de conector e o fabricante que se vire para implementar o padrão da Intel, a USB Foundation prefere trabalhar na flexibilização. O problema é quando precisamos arranjar cabos e adaptadores para ligar nossos periféricos.

Agora a USB 3.0 Promoter Group vai introduzir um novo padrão, chamado de "Tipo C" e que está nos estágios iniciais de desenvolvimento. A ideia é que ele seja menor que os padrões utilizados atualmente e seja beneficiado pelas características do USB 3.1, de modo que permita acabar com a miríade de padrões substituindo todos eles. Outra vantagem é que ele poderá ser encaixado em qualquer posição como os conectores Thunderbolt Lightning, pondo fim à mandinga das duas voltinhas.

Claro, num primeiro momento seremos obrigados a lidar com outro conector, e que devido o fato de cada fabricante ter seu ritmo muito provavelmente seremos forçados a andar com adaptadores e cabos adaptados (cujas especificações também estão em andamento), já que ele obviamente não será compatível com as entradas USB de hoje. Porém se com o tempo ele de fato substituir os conectores de hoje por um único, é um empecilho que valerá a pena enfrentar a longo prazo.

A previsão é que as especificações sejam avaliadas pelas empresas fabricantes até o fim de março e se tudo correr bem, elas serão publicadas em meados de 2014.

Fonte: CNet.

relacionados


Comentários