Meio Bit » Hardware » Para a Lenovo, quarta geração dos processadores Intel matou a necessidade do Windows RT

Para a Lenovo, quarta geração dos processadores Intel matou a necessidade do Windows RT

Lenovo adota apenas o Windows 8.1 em sua nova linha de notebooks e ultrabooks e diz que processadores da 4ª geração da Intel inviabilizaram a versão RT do sistema operacional

05/09/2013 às 14:30

Lenovo ThinkPad Yoga

A Lenovo aproveitou e durante a IFA 2013 revelou novos modelos de notebooks e híbridos, mas em todos os modelos apresentados estavam equipados com a versão do Windows Full, levando a cabo a decisão da empresa de não mais dar suporte ao Windows RT.

Em primeiro lugar temos a linha de ultrabooks híbridos na forma dos modelos IdeaPad Yoga 2 Pro e ThinkPad Yoga. O primeiro conta com tela de 13,3 polegadas com resolução de 3200 x 1800 pixels, processador Core i7 de 4ª geração, SSD de 512 GB e Windows 8.1. Já o ThinkPad possui tela de12,5 polegadas Full HD (1080p), HD de 1 TB, processador Core i7 de quarta geração e Windows 8.1.

Lenovo IdeaPad Yoga 2 Pro

Um detalhe interessante é que ambos os modelos, quando a tela é completamente dobrada para trás retraem o teclado, ainda que ele permaneça exposto. Pelo menos está desativado:

Já a linha IdeaPad Flex recebeu novos modelos de 14 e 15 polegadas (qual a necessidade?), equipados com processadores Core i7 de quarta geração 8 GB de RAM, GPU GT 740M, HD de 500 GB para o modelo de 14 polegadas e 1 TB para o de 15, com SSD de 16 GB opcional. Diferente da linha Yoga, a tela da linha Flex só vira até 300 graus, assumindo o formato stand.

Lenovo IdeaPad Flex 14

Correndo por fora temos o Lenovo IdeaPad Flex 20, mais um computador na categoria "tabletop", e mesmo com um tamanho considerável é estranha a decisão da LEnovo de equipá-o com um display de apenas 1600 x 900 de resolução. A configuração é praticamente a mesma de seus irmãos, as diferenças ficam por conta de um  HD de 500 GB com um SSD de 8 GB de cache e três portas USB 3.0.

Pequenininho...

Como dito antes, a Lenovo abandonou o Windows RT há alguns meses quando encerrou as vendas do antido Yoga 11. Em um Q&A durante a feira, os executivos da companhia esclareceram o motivo dessa decisão: para eles, a nova geração de processadores da Intel eliminou a escolha entre um hardware com duração de bateria maior e outro completo mas comilão, como ocorria até então. Com a resistência dos usuários frente à interface ex-Metro, entregar dispositivos que não rodem em modo desktop e não sejam compatíveis com aplicações x86 não parecia um bom negócio. Porém, graças à Intel agora é possível instalar a versão Full do Windows em hardwares mais compactos.

Ela não foi a única: em agosto a ASUS tomou exatamente a mesma decisão. Se cada vez mais fabricantes preferirem o Pro ao invés do RT, aliado ao revés do Surface pode fazer a Microsoft rever seus conceitos sobre o sistema, não sendo muito difícil até mesmo dencontinuá-lo.

Fonte: Engadget.

relacionados


Comentários