Meio Bit » Indústria » Exoesqueleto transforma você no homem de aço. Ou quase.

Exoesqueleto transforma você no homem de aço. Ou quase.

Empresa japonesa oferece primeiro exoesqueleto para o público comum. Parece legítimo.

09/07/2013 às 17:34

wk_130708pj01a

No Japão, a forma mais simples, rápida e eficiente de se vender alguma coisa é utilizando colegiais japonesas. É mais ou menos como algumas empresas brasileiras de cerveja (não todas) que colocam garotas bonitas de biquíni para fazer a propaganda de seus produtos. Uma prática que eu acho nociva de várias formas, mas não vou entrar nestes méritos.

Em um comercial pra lá de bizarro, uma suposta empresa real chamada Sagawa Electronics (que milagrosamente tem o mesmo nome da empresa Sagawa Electronics do mangá Ghost in the Shell, mas puxa vida...), está vendendo um exoesqueleto que promete transformar a pessoa em alguém mais forte e mais alto.

O vídeo é apresentado pelo personagem "Scarface Santaro", e conduz o espectador através de uma demonstração do projeto, que recebeu o nome de Powered Jacket MK3. No estúdio, o robô-vestível é utilizado por uma menina, mas um outro rapaz leva a armadura para as ruas do Japão, que mostra que é possível subir e descer escadas, correr e até mesmo realizar movimentos mais precisos, como segurar um ovo sem quebrá-lo. Algo que, certamente, um ser humano comum jamais vai conseguir fazer sem utilizar um robô-mecha assim.

Veja o comercial:

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=beKkf8Oo0GU&w=640&h=360]

Segundo o site "oficial", o exoesqueleto pesa 25 kg, tem 2,25 metros de altura e será oferecido em quantidade limitada de 5 unidades iniciais. Os interessados devem se cadastrar neste link, sabendo que o valor de pré-venda é de US$ 123 mil e a entrega deverá ser feita no dia 28 de julho, no Wonder Festival 2013. E este valor não inclui a mocinha japonesa, que fique claro para os deturpados mentais.

wk_130708pj01b

PS: Posso estar enganado, nunca se sabe, mas é muito provável que este vídeo seja um viral de um anime japonês e que esse produto não vá ser comercializado de verdade 😉

Fonte: ITMedia via Dvice.

relacionados


Comentários