Meio Bit » Demais assuntos » “Beyond: Two Fails” — Sony se atrapalha e lança jogo sem a localização prometida para o Brasil

“Beyond: Two Fails” — Sony se atrapalha e lança jogo sem a localização prometida para o Brasil

Sony troca os pés pelas mãos, lança jogo sem localização brasileira e escancara incompetência e jeitinho brasileiro de fazer negócios: os consumidores que se virem.

7 anos atrás

Beyond: Two Souls

R$ 199,90 no primeiro dia. Acho que eu merecia um tratamento melhor.

Há uma frase de efeito muito usada por estrangeiros que vivem na África que diz mais ou menos o seguinte: “TIA: This is Africa”.

Ela é usada como fechamento pra qualquer discussão que perde o rumo e precisa ser inexoravelmente terminada. Significa uma gama tão grande de coisas que é quase impossível simplificar. É como dizer que a maioria das convenções sociais, relações de consumo e direitos básicos está revogada pois “Isso é a África”. VOCÊ ESTÁ SOZINHO, SE VIRA.

Comeu uma comida estragada na rua e quer tirar satisfação com o dono do boteco? BAM, tá maluco, isso é a África. Perdeu o passaporte e quer ajuda das autoridades locais? BAM, esquece, aqui é a África. Ficou trancado em um quarto de hotel com duas mulheres lindas na região com o maior índice de contaminação por HIV do planeta? Cara, isso é a África, lembra?

O Brasil é a África para os consumidores. Estamos acostumados a pagar MUITO caro por produtos e serviços inferiores se comparados ao resto do mundo. Nossos carros são piores e mais caros. Nossos eletrônicos montados aqui são piores, menos resistentes e muito mais caros. Eletrodomésticos param de funcionar com metade da vida útil e são muito, MUITO caros. Não vou falar dos serviços, qualquer um que já tentou resolver um problema com uma companhia telefônica vai se identificar na hora.

Ah bom, ele baixa os dados de localização da PSN. Não, não baixa.

Ah bom, ele baixa os dados de localização da PSN. Não, não baixa.

Por que tudo isso? Você pode perguntar. O que esse marmanjo abestado está reclamando tanto por causa de um joguinho? Você pode argumentar. O problema é muito mais grave e endêmico pequeno Padawan. Pois eu repito: Em todos os setores é sempre a mesma história, sempre o mesmo enredo, sempre o mesmo desfecho. Só mudam os personagens. Senão vejamos:

- A Sony lançou ontem o jogo “Beyond: Two Souls” por um valor absurdo (paguei R$ 199,00 em loja física),

- O jogo veio como de praxe com uma caixinha molenga, sem nenhum tipo de extra ou manual impresso, só o disquinho e pronto.

- O jogo veio com defeito, deixando de conter a localização adequada (e prometida) para o Brasil.

- A fabricante ficou sabendo do problema DEPOIS que o jogo já estava na rua, se fez de morta, desconversou, publicou notinha que está verificando o problema, bla, bla, bla.

- Vai demorar um tempão para resolverem, provavelmente gerando muito mais incômodo para o consumidor até ele ter o que já pagou de qualquer forma.

Pegue esse roteiro, troque o produto, a fabricante e o preço. Pronto, você tem a receita para qualquer relação de consumo no Brasil. SEMPRE ASSIM, NÃO FALHA NUNCA.

Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá.

Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá.

Independente da solução que for dada, é absolutamente inadmissível tamanha incompetência. Ninguém testou o master antes da prensagem? Sério, eu com o meu computador capenga e duas horas sobrando faria um trabalho melhor do que toda a Sony Brasil fez. Minha vontade é descarregar algumas palavras de baixo calão para alguns nomes pomposos que compõe a diretoria e as gerencias da Sony Brasil, mas provavelmente o Dori vai me pedir pra tirar, então vamos deixar assim.

O que mais me incomoda é a falta de consideração pelo consumidor. Ninguém sabe, ninguém viu, ninguém se importa. Falta um pouco de mea culpa aí no meio, claro. Nós consumidores estamos tão acostumados a apanhar todas as noites antes de deitar que não nos importamos mais com quem dividimos a cama. Sejam eles fabricantes de carros, de eletrônicos ou prestadores de serviços. Está na hora de mudar. Só é difícil saber por onde começar. Mas isso é até compreensível, afinal TIB: This is Brasil.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários