Meio Bit » Hardware » MEDIC!!!!!!

MEDIC!!!!!!

8 anos e meio atrás

bigMedic

A medicina de combate é um campo que tem mudado de forma assustadora (para o bem). Hoje entre 90% e 95% das baixas em combate são não-fatais, e toda a tecnologia e treinamento envolvidos acabam sendo usados no mundo civil também.

Uma dessas tecnologias é o BattleView, um “trans-Iluminador vascular infravermelho”.

O conceito é simples. Já colocou o dedo em cima de uma lanterna bem forte, reparou como a carne fica transparente e você praticamente consegue ver o osso? Com infravermelho isso também funciona, mas é uma faixa de frequência que reage especialmente bem com o Ferro na corrente sanguínea, assim uma potência relativamente baixa é suficiente para fazer com que suas veias saltem aos olhos, assim:

battleview2

O paciente não sofreu envenenamento severo por raios gama, está verde pois a imagem está vindo de um sistema de visão noturna. Os poderosos LEDs do BattleView funcionam, como já foi dito, na faixa do infravermelho, então você só verá as veias em destaque se usar um daqueles visores de combate.

Qual a vantagem disso?

Digamos que se você estiver atendendo um ferido em uma montanha do Afeganistão, não quer acender sua lanterna normal, seria um convite irrecusável a uma chuva de morteiros talibãs. Com o BattleView um médico de combate pode pegar uma veia e aplicar uma linha de soro em segundos, sem risco de atrair fogo inimigo (nota: O termo fogo inimigo é pleonasmo, não existe fogo amigo)

Agora a facada: No site oficial o BattleView, que foi testado em combate por 2 anos custa US$499,00.

Explicado como o Pentágono financia Área 51, Stargates, Projeto Filadélfia e festas de fim de ano? Pelo menos US$470,00 devem voltar para programas secretos, por baixo dos panos.

Na vida civil essa tecnologia tem tudo para ser usada em acidentes, e até em hospitais normais, em pacientes com “veias ruins”. Claro, esperemos que a Deal Extreme ou outro fornecedor de equipamentos médicos de igual qualidade produza modelos mais em conta, até lá.

Fonte: MG

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários