Meio Bit » Áudio e vídeo » Ei Samsung, isso era pra ser tecnologia de 2149, pra que a pressa?

Ei Samsung, isso era pra ser tecnologia de 2149, pra que a pressa?

CES 2012 — qual o problema com a tela transparente da Samsung? Onde ela poderia ser mais útil?

9 anos atrás

vlcsnap-00015

Uma das coisas mais perigosas de quem trabalha com tecnologia é se desatualizar. Hoje se um profissional de programação ficar 8 meses sem contato com revistas, sites e autores especializados, corre o risco de ter sua empregabilidade ameaçada. Para quem escreve sobre tecnologia é pior ainda, pois temos que saber do que aconteceu e ficar de olho no que está sendo projetado.

Ser surpreendido sempre é péssimo, mas quando é muito de vez em quando, é bem legal. Por isso adorei ver que estava totalmente errado nessa.

A imagem acima é de Terra Nova, o EXCELENTE (se você assistir os 2 primeiros e 2 últimos episódios) seriado de ficção produzido por Steven Spielberg. Passado em 2149, a principal característica tecnológica são os monitores dos computadores, lindas imagens aparecendo em placas transparentes de vidro, acrílico ou mais provavelmente alumínio transparente.

Na série são efeitos visuais, faz até sentido, afinal ainda não temos displays de LCD coloridos de alta definição e transparentes, isso é coisa de ficção, não?

Não. Em março do ano passado a Samsung começou a produzir comercialmente uma tela de 22 polegadas, resolução de 1680×1050, contraste 500:1 e touch. Claro, deve custar o PIB de alguns países da África, mas o importante é que a tela existe, veja a demonstração na CES 2012:

Notem que como comentei em outro texto, a transparência é péssima para leitura de textos, quando algo é mostrado o fundo deixa de ser transparente. Quando não fazem isso, no caso do mapa, parte da imagem se confunde com o cenário. Se fosse uma janela com movimentação do mundo real, ficaria mais confuso ainda.

Esse tipo de display é excelente para realidade aumentada, informação instantânea, chamadas de vídeo e esboços, mas não para consumo de texto.

Mesmo assim é impressionante que exista, isso pode e vai revolucionar o ambiente de trabalho e — não esqueçamos — carros.

De resto, foi um excelente sacode, ficarei mais atento antes de afirmar com certeza que algo não existe.

Leia também:

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários