Meio Bit » Indústria » Panasonic culpa Hollywood pelo fracasso das TVs 3D

Panasonic culpa Hollywood pelo fracasso das TVs 3D

Segundo diretor de marketing da Panasonic, a baixa qualidade dos filmes produzidos por Hollywood em 3D é o motivo do insucesso nas vendas das novas TVs.

9 anos atrás

samsung-240hz-55-inch-full-hd-3d-lcEmbora as novas TVs 3D tenham recebido grande investimento em publicidade, não existe por parte do consumidor muita animação pela compra de um desses modelos.

Basta comparar o movimento dos early adopters das telas 3D com aquele visto quando as primeiras telas de plasma foram apresentadas. Naquele tempo, vimos gente pagando praticamente o preço de um carro popular em TVs com péssima qualidade de imagem, anunciadas como “de alta definição” e apresentando resolução de 480p . Um dos pontos altos da picaretagem em larga escala na história do consumo de tecnologia. Muitos compraram e ficaram felizes, mesmo sendo tapeados.

As TVs 3D estão aí e elas realmente entregam o efeito prometido. Basta ir a um stand de demonstração de uma boa marca e dar uma olhada nos vídeos disponíveis. A tecnologia está lá, prontinha para cumprir com o que promete e os preços dos modelos não ficam absurdamente acima daquele cobrado por uma boa TV não-3D, mas parece que dessa vez o consumidor encontrou uma razão para não embarcar impulsivamente na novidade.

Segundo Andrew Denham, diretor de  marketing da Panasonic, a culpa é de Hollywood, que produz belas porcarias quando se tratam de filmes 3D.

O único filme dessa nova leva de títulos em 3D que cheguei a conferir foi Avatar. Durante os trailers, fiquei imaginando ter sido enganado. Os vídeos eram apresentados e tudo que se via era, aqui e acolá, algo que saltava do plano. As cenas não passavam impressão de profundidade. Encerrados os trailers, pude ver um filme em 3D que realmente faz bom uso da tecnologia.

No filme dos Smurfs gigantes (não confundir com este), em quase todos os cenários a visão era realmente de um espaço tridimensional, com uma  boa impressão de profundidade. Aparentemente, quase dois anos depois, Avatar ainda é a única grande referência para filmes 3D. Não voltei ao cinema para outros títulos, realmente não sou entusiasta da coisa, mas essa é a ideia captada quando acompanho os comentários.

É certo que há outros motivos desestimulando a adoção das TVs 3D. Muitos consumidores temem que a tecnologia ainda não tenha amadurecido em um padrão, o que pode levá-los a adquirir um modelo que venha a se tornar incompatível em pouco tempo. Outros, como eu, simplesmente não dão a menor bola para a coisa. Mesmo para os mais interessados, a carência de bom conteúdo pode, realmente, desestimular a compra.

Algo está ficando claro nesse episódio: a maioria dos consumidores parece estar disposta a adquirir uma TV 3D quando efetivamente precisar comprar uma nova TV e o 3D estiver lá como uma especificação padrão, presente em qualquer boa TV. Sozinho, ele não parece ser capaz de alavancar o consumo.

Com informações: Gadget Lab.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários