Meio Bit » Indústria » O novo iPhone... Bah, que saco!

O novo iPhone... Bah, que saco!

27/02/2011 às 15:55

iphone59to5mac.jpg

Alguém viu alguma tramponetagem de um dos chineses invisíveis de sempre e... evidência.

Infelizmente, a imprensa de tecnologia fala bem pouco sobre tecnologia. Como se a mimicar a corrida insana pelo furo jornalístico dos anos 60 e 70 (e por lá eram furos mesmo), os blogs e periódicos eletrônicos acabaram virando uma vitrine por onde se exibem as meninas dos olhos para o masturgeek transgênico e seu smart-gadget online transplantado para alguma parte inútil do seu corpo: a iphophoca.

Okay... o tempo urge. As coisas acontecem rápido. Ontem Aracy de Almeida fumando orégano, hoje Carla Perez evangélica. Okay, okay, o segundo é um eon, entendemos. Mas a coisa de ponhettar ao invés de noticiar anda a escalar para níveis barbitúricos.

Iphone-5-mockup.jpg

Um fotógrafo chamado Piotrek - que por acaso tem um trabalhos bem interessantes... de fotografia - fez um mockup para dar um certo contorno visual ao rumor (acima). A bem da verdade, mai ni qui si mi nefrega se o iPhone vai ganhar meia unha de tela MESES antes disso acontecer de factum e às custas de mais um agente secreto da Senda dos Sino-Morfus-Invisibilis? (ou se preferir o acrônimo, os famigerados SESIMORINs).

sesimorin.jpg

Foto raríssima de um SESIMORIN que tirei fuçando no meu Atari, no calabouço do meu cafofo secreto. Ele escapou, claro...

Para onde foram os bloggers que falam sobre tecnologia MESMO? Aqueles poucos que nos fazem pensar e refletir sobre o impacto da inovação diante do óbvio. Que pulam de lá para cá na linha do tempo e reconstróem a mecânica do pensamento por trás daquilo que realmente menos importa: o produto final.

É o que o gadget deixa ou faz com uma época que importa... Não o gadget, certo? (logo logo, ele também morre... é só mais uma dancinha da moda, fumaça de orégano)

Não vou ficar de pagapauvolescência, mas não vejo abundar por aí boas histórias originais sobre o ofício da ciência como as que saem do buraco contraditório do Cardoso, por exemplo. Os grandes blogs vão se convertendo em um celeiro de eco-informações em um ecosistema fundamentado no plágio e no repeteco.

É fato, aquilo que se consome é de alguma maneira viável diante da demanda e da audiência. Veja a tv aberta, por exemplo. Mai Affff! O que me leva a um conundrum indigesto: trocamos todos em massa o formar opinião pela opinião alheia? É de dar arrepios...

Sim, tudo interessa. Informação (real) nunca será o bastante, assim como também tudo aquilo que dela se deprende, como boas notícias sobre o movimento e as direções da indústria, das tendências, da inovação, as histórias. Mas pera lá, Dona Iaiá.

Já que é para esculachar, daqui a pouco a notícia será assim:

"Amigos, meu nome é Prot-San e eu venho do futuro para lhes dizer que, mesmo depois de muitas tentativas, o clã dos Jobs nunca mais emplacou. Por exemplo, o último iPhone 37 é uma porcaria. Ninguém mais usa as unhas de silício para enviar mensagens telepáticas coçando a sobrancelha esquerda, criadas pelo tataraneto do tio Stevie (que curiosamente é caolho, careca e magricela também). A onda por aqui agora é um implante de retina fotorgânico-voltaico que está ligado à matriz estelar do eixo Sea-Foo-Dex.69, que claro, vocês nem imaginam o que é... PS: a HBO ainda existe e o Meio Bit tem um memorial especial dentro da sede do nosso blog, o Bee.Tinteiro! Não existem mais orações e religiões, mas temos uma espécie de culto semanal em memória a Nick Ellis, nosso padroeiro, e envolvem o que vocês chamariam de cerveja, mulheres e alguns segredos obscenos".

Chuta a bolinha baixa que o goleiro é anão...

A propósito, deu no Mashable

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários