Meio Bit » Hardware » Coréia testará guarda-robô em prisões

Coréia testará guarda-robô em prisões

9 anos atrás

Battlestar-Galactica-Cylon-Centurion-battlestar-galactica-10655496-1280-720

Calma, não é dessa vez que o apocalipse robótico começará.

Os robôs foram criados por um consórcio coreano especializado em criminalidade e prisões (quá quá quá – calma, você entenderá). Fazem parte de um projeto do governo federal deles lá e se propõe a diminuir a carga de trabalho dos guardas humanos.

Os robôs patrulharão as prisões observando os detentos à procura de comportamentos anormais. Caso vejam algo, alertarão os guardas humanos. Em teoria os robôs seriam capazes de detectar atos violentos e até identificar suicídios.

O primeiro teste durará um mês e será feito com 3 robôs em uma prisão na região de Pohang. Beleza, mas é tudo bonito assim?

Seria se os robôs fossem iguais ao centurião cilônio acima. Na verdade eles têm 1,5m de altura – mau sinal – A segunda indicação de que há algo errado é o custo. US$858 MIL por três robôs e um mês de testes?

Pra completar a história mal-contada, temos a a declaração do Professor Lee Baik-Chu, da Universidade de Kyonggi, líder do projeto:

“Já quase terminamos o sistema operacional, agora estamos trabalhando para tornar os robôs mais amigáveis para os prisioneiros”

Como assim, Bial? Robôs guardas de prisão… amigáveis? Isso faz tanto sentindo quanto mandar Edward Cullen estagiar de guarda em Azkaban (se bem que ele já fez uma ponta na história, como o Patronum ddo Snape).

Claro, o conceito de guarda de prisão robótico amigável só ficaria ridículo mesmo se o robô fosse… fofinho. Mas não fariam isso, fariam?

Fariam.

robfofo

Fonte: BBC

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários