Meio Bit » Segurança » Anonymous vaza 90 mil contas de email militares

Anonymous vaza 90 mil contas de email militares

Anonymous revela dados de login de 90 mil contas de email militares. Segundo o grupo, um de seus maiores feitos até o momento.

9 anos atrás

AnonymousWallpaper-COLOR

O novo “hacktivismo” surgiu com motivações ideológicas revigoradas. Os grupos que se formaram recentemente se declaram inspirados no ideário do WikiLeaks, tendo soltado pela web inflamados manifestos bradando contra governos e ameaçando-os com a revelação de seus mais bem guardados segredos. Na prática, os resultados disso têm se limitado, muitas vezes, a bagunça sem significado pela web, inclusive no Brasil.

Numa aparente tentativa de reconduzir o “hacktivismo” ao seu objetivo manifesto, o Anonymous publicou ontem dados de 90 mil contas de email pertencentes a militares.

Os endereços e senhas foram publicados num torrent compartilhado no The Pirate Bay. O ataque foi direcionado ao sistema de uma empresa de consultoria chamada Booz Allen Hamilton que, segundo acusações lançadas pelo grupo, mantém relações escusas com o governo dos EUA, tendo em seu quadro de executivos ex-funcionários da Nation Security Agency (NSA) e usando essa influência para favorecer interesses privados junto ao governo.

Se a ação irá resultar ou não na revelação de algum dado relevante no cenário político, tudo dependerá de quem se dispuser a garimpar os mais de 4 GB de dados em busca de informações. Imagine percorrer os textos trafegados em mais de 90 mil contas de email de militares em busca de dados que tenham algo de impactante, trazendo novos elementos à compreensão do papel de agentes públicos e privados nas decisões dos EUA em matéria de geopolítica. Um trabalho colossal, sem dúvida. Se fosse por aqui, uma imensa parte desses textos seria constituída apenas de copy/paste do blog do Reinaldo Azevedo. Haja estômago pra chafurdar num bagulho desse.

O Anonymous e outros grupos que orbitam em torno dele definem suas ações como um protesto pacífico, feito através de um movimento de desobediência civil, objetivando radicalizar a transparência das informações dos governos. Nessa mais recente ação, o grupo se aproxima novamente desse objetivo declarado.

Como em todo movimento social, algumas coisas saem do controle, algumas “facções” fogem à orientação política do movimento e, muitas vezes, o “hacktivismo” tem se transformado em pura molecagem. Os governos, claro, não estão interessados na distinção. Sejam ações políticas ou simples baderna exibicionista, os atos estão sendo investigados com o objetivo de punir os responsáveis.

Fonte: The Epoch Times.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários