Meio Bit » Games » Angry Birds Rio para Android terá lançamento exclusivo na Amazon App Store

Angry Birds Rio para Android terá lançamento exclusivo na Amazon App Store

Amazon obtém exclusividade para o lançamento de Angry Birds Rio na sua nova app store para Android.

14/03/2011 às 13:59

Ao comentar aqui o lançamento da App Store da Opera, manifestei minha antipatia pelo surgimento de "markets paralelos" para o Android. Se já temos tudo o que queremos no Android Market, o surgimento de diversas outras app stores não poderá nos trazer nada de vantajoso.

Para o usuário é apenas uma grande perda de praticidade, mas não adianta lamentar. O processo já foi iniciado. A Rovio acabou de fechar com a Amazon exclusividade para o lançamento de Angry Birds Rio na sua loja de aplicativos para Android que, por enquanto, está aberta apenas para desenvolvedores. A abertura para usuários deverá se dar até o final do mês.

Angry Birds Rio na Amazon App Store.

Angry Birds Rio na Amazon App Store. (Clique para ampliar)

O anúncio da exclusividade para o novo título da Rovio já pode ser visto no próprio site da Amazon. Ainda não há informações claras sobre outros efeitos do acordo. Não se sabe, por exemplo, se a exclusividade será temporária ou se o título será encontrado unicamente na Amazon para sempre. Comenta-se que versões pagas - sem publicidade - de Angry Birds e Angry Birds Seasons para Android serão comercializadas, também, apenas através da nova loja.

O acordo entre a Rovio e a Amazon certamente dará mais impacto ao lançamento da nova app store, que já começará aproveitando uma carona no sucesso do game. Se a empresa decidiu por deixar seu título fora do Android Market, que já conta com uma imensa base de usuários, para fazê-lo exclusivo de uma loja que sequer foi lançada, é porque a Amazon está jogando pesado para atrair desenvolvedores.

Enquanto nós usuários reclamamos da falta de praticidade gerada pela existência de "diversos markets", por outro lado a concorrência pode melhorar a vida de quem desenvolve apps. A divisão da margem de lucros começará a ser revista e a Google que se cuide.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários