Meio Bit » Internet » Adeus Google Buzz! Mais um produto que vira -1

Adeus Google Buzz! Mais um produto que vira -1

9 anos atrás

O grande irmão Google acaba de acrescentar mais uma medalha a sua galeria de achievements. Após descontinuar o Wave, o Sidewiki e o Fast Flip, o último ex-futuro grande sucesso sendo colocado para dormir é o Google Buzz.

Porém, ao contrário dos outros, o Buzz era utilizado, ainda que não em massa como desejado pela empresa, e a sua certidão de óbito foi assinada para dar foco estratégico ao Google Plus. Pelo menos essa é a versão oficial.

A verdade é que havia muitas coisas bacanas no Google Buzz. Entre elas destacam-se a integração completa com o e-mail, o fato de dar um uso ao perfil do Google e a facilidade absurda para compartilhar conteúdo à sua rede de contatos.

Veja o que escrevemos sobre o Zunido na época do seu lançamento, em 2010:

Comparar o Buzz com o orkut é um erro. Se é para equipará-lo a algo que já existe, esse algo é o FriendFeed, rede de lifestreaming curiosamente fundada por ex-funcionários do Google que trabalharam no Gmail. A finalidade do Buzz é compartilhamento. Embutido no Gmail, ele aparece como um link extra no menu lateral, abaixo da Inbox, e integra-se totalmente com o cliente, que possibilita comentários e atualizações diretamente da caixa de entrada.

A configuração do Buzz é automática. Ela “colhe” os contatos com os quais o usuário tem mais afinidade, e cria uma lista deles. Essa, por sua vez, é configurável, e o próprio sistema se encarrega de sugerir novas amizades. A exemplo do que acontece com o FriendFeed, o Buzz também aceita “links” de outras redes sociais. No produto do Google, o leque de opções ainda é limitado: Picasa, YouTube, Flickr e Twitter. APIs de escrita/leitura estão sendo providenciadas, e em breve farão a alegria dos desenvolvedores.

É claro que há os contras. Como diria Reagan, sempre há os contras!

No caso do Buzz, o seu lançamento goela abaixo fez com que milhares de usuários se desinscrevessem da rede para diminuir a quantidade gigantesca de emails recebidos. Apesar da existência de ferramentas simples para gerenciamento de emails no Gmail, muitos usuários não estavam preparados para receber dezenas de mensagens em sequência de pessoas sem a mínima relevância para si.

Aliás, por falar em falta de relevância, quanto tempo vocês dão antes do Orkut ser +1?

Com info do Google.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários