Meio Bit » Indústria » Fim melancólico para o Nexus One

Fim melancólico para o Nexus One

Google anuncia fim das vendas do Nexus One. Foi bom enquanto durou?

10 anos atrás

Ele surgiu com a pompa de ser o lendário "Google phone", e nos aspectos subjetivos, impressionava. Porém, algumas decisões burocráticas, como vendê-lo apenas através de uma loja virtual, e mais, por um preço nada camarada, parecem ter interferido no sucesso do Nexus One, primeiro e, aparentemente, último smartph... "superphone" da Google.

Google Nexus One: adeus precoce?

Google Nexus One: adeus precoce? (via Wired)

Num post publicado no blog oficial do gadget na última sexta-feira, a Google anunciou ter recebido o último carregamento de Nexus One, e que depois daquele, acabou a festa. O smartphone continuará sendo vendido em alguns mercados, como Inglaterra (Vodafone) e Coreia do Sul (KT), mas na lojinha online, não mais — essa, inclusive, será encerrada. Desenvolvedores ainda poderão ter um Nexus One, através de um programa de parcerias da Google (mais informações aqui).

O mais estranho nessa abordagem da Google, ou seja, no lançamento do Nexus One, foi que a empresa criou competição com seus próprios parceiros. Motorola, Samsung, HTC, empresas que usam (muito bem) o Android em seus dispositivos. O Nexus One parece o elo perdido entre o modelo da Apple (iPhone), totalmente centralizado, e o do Windows Mobile e do próprio Android antes dele, uma empresa produz o software, outras, o hardware. O que não quer dizer que o gadget fosse ruim, longe disso.

Infelizmente, perde-se a talvez única experiência com Android "puro" de fábrica, já que, como sabemos, a maioria dos fabricantes dão seu toque particular ao sistema operacional, coisas nem sempre muito úteis e que, em casos extremos, como o do Xperia X10 e seus Time/Media Scape, acabam piorando a experiência do usuário.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários