Meio Bit » Hardware » Carregador de Celular para Cantoras Ecléticas

Carregador de Celular para Cantoras Ecléticas

09/06/2010 às 12:11

OK, o dispositivo na verdade serve para qualquer grupo que não tenha problemas com calçados de porte avantajado, de forma alguma é restrito à MPB, e é essencialmente uma boa idéia, só não muito prática para a maioria das pessoas.

O conceito é simples: Uma série de termopares na bota coletam energia térmica dos pés do sujeito (ou sujeita, no caso) e a convertem em eletricidade, que é retificada, armazenada e utilizada para carregar um celular.

Como a coleta de calor não é na bacurinha e a usuária não é a Lindsay Lohan, a quantidade de energia não pode ser chamada de imensa. Tanto que o protótipo exige 12 horas de uso para acumular energia de 1h de uso do celular. Não dizem se em stand-by ou operação, aposto em stand-by.

Mesmo assim é algo que deve ser pensado. Utilizar energia de forma eficiente não tem nada a ver com ser ecochato, faz sentido do ponto de vista econômico. Carros híbridos usam freios regenerativos, ao acioná-los o momentum da roda é usado para girar um dínamo e recarregar as baterias. Relógios (caros) desde sempre usam dispositivos mecânicos para acionar a mola da "corda" (que nada mais é que um acumulador de energia cinética).

A idéia não é nova, só precisa ser melhor adaptada. Quem trabalha com ar-condicionado sabe a quantidade de calor produzida por um corpo humano:

Dormindo: 75 watts/h
Sedentário: 120 watts/h
Trabalho leve: 190 watts/h
Trabalho pesado: picos de 700 watts/h

O carregador de meu Macbook consome 60 watts/h. Se fosse possível aproveitar todo o calor que jogo fora E ignorar as Leis da Termodinâmica, daria para carregar dois Macs ao mesmo tempo. Mas chega pra lá com esse cabo! Tá me estranhando? Sou Wireless!

E sim, eu sei onde isso pode parar:

Fonte: Gizmag

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários