Meio Bit » Baú » Indústria » A velha história da assistência técnica...

A velha história da assistência técnica...

04/02/2009 às 14:28

"Assistência Técnica", geralmente, é sinônimo de dor, choro e ranger de dentes. Lembram-se do STI IS1253? Pois é, já foi para o conserto. O motivo? Ele simplesmente não "liga" mais. Simples assim.

O botão "liga/desliga" veio se degradando aos poucos, exigindo cada vez mais pressão para funcionar. Um belo dia, ele simplesmente desistiu... partiu desta para melhor... seguiu adiante... entrou em "todash". Mó-rreu. Além disso, a ventoinha estava cada dia mais irritante, o nível de ruído crescente.

Até aí, tudo (quase) bem. Afinal, problemas existem em qualquer linha de produção e um único exemplar não exatamente uma amostra significativa. O problema começou (adivinhem?) na assistência... aquela velha lenga-lenga do tipo "ah... nós vamos estar analisando o problema e estaremos te ligando em breve para posicioná-lo... no máximo, em dois dias daremos um orçamento...". Orçamento, Flipper? E a garantia? "Ah... é mesmo... está na garatia... vamos estar ligando em breve...". Sei.

Resumo da Ópera: já faz três semanas (com desculpas que variavam de "...o técnico está em treinamento hoje..." a "...a peça veio errada da Toshiba, mas eu já liguei lá e briguei com eles...") sem o micro.

O mais triste de tudo é que acabamos nos acomodando, como se isso fosse normal, "...assistência é assim mesmo, fazer o quê?". É claro que arranha a imagem do fabricante, mas, pelo visto, não estão se importando muito.

relacionados


Comentários

Comentários Fechados