Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Japinhas virtuais, realidade aumentada, perversões e tentáculos (em breve)

Japinhas virtuais, realidade aumentada, perversões e tentáculos (em breve)

01/11/2008 às 5:12

Nos anos 80 nós só tínhamos acesso à safadeza por via impressa, e os suecos (ok, Europeus em geral) eram considerados “os” mestres da arte. Mal sabíamos nós que no distante oriente o Japão estava (como em tudo, aliás) 150 anos adiante do resto do planeta.

Enquanto achávamos o máximo as inocentes fotos da Anna Marek, o Japão já inventava perversões assustadoras mesmo para uma mente doentia como a minha. (há um fetiche que reúne homens que gostam de ver mulheres esmagando frutas em mesas de vidro. Literalmente ela senta na melancia e faz slpassshhh)

Mesmo assim o Japão ainda surpreende. Vejam por exemplo o produto, que já está nas olhas lojas, desenvolvido pela (muito bem batizada) GeishaTokyo; é uma japinha virtual projetada em uma superfície com auxílio de uma webcam. Você (quer dizer, você não, um pervertido de 1o Escalão) Eu coloco um cubo especial de referência na mesa, aponto a webcam pra lá. O software identifica o cubo, determina sua posição, calcula a distribuição 3D do espaço e exibe, na tela do micro, a imagem com uma… japinha virtual.

Como não poderia deixar de ser, a japinha solta os gritinhos de sofrimento típicos de JAVs (Japan Adult Video, decore esta sigla) e há instrumentos com os quais você tortura a coitada. É possível inclusive tirar a roupa da sua vítima virtual.

O vídeo diz tudo, mas veja até o fim para ter idéia do quão longe esses japas vão em suas perversões.



O brinquedo custa US$99,00 e pode ser encontrado neste site. Em breve provavelmente estará no J-List, o melhor site do planeta para demônios ocidentais comprarem quinquilharias japonesas, e onde eu comprei o Papel-Higiênico da Hello Kitty.

Nota: No momento não há tentáculos nos pacotes de japinhas virtuais, mas quanto tempo vocês acham que levará até que alguém supra essa necessidade?

Achado no Geekologie.

relacionados


Comentários