Meio Bit » Baú » Indústria » Lucro da Apple no trimestre ultrapassa 1 bilhão

Lucro da Apple no trimestre ultrapassa 1 bilhão

22/10/2008 às 15:20

Ontem de tarde a Apple anunciou os resultados do quarto trimestre fiscal de 2008, reportando um lucro líquido de US$1,14 bilhões e faturamento de US$7,9 bilhões, superando o resultado do mesmo período do ano passado em mais de um bilhão e meio. E ainda fecharam o trimeste com mais de 25 bilhões em caixa e livres de passivo. goldapple

A venda de Macs cresceu mais de 20%, atingindo a marca de 2.611.000 unidades, a maior de qualquer trimestre da história da companhia. Os iPod continuam líderes do mercado de players de mídia, fechando o trimestre com vendas de 11.052.000 aparelhos.

A iTunes Store teve como maior destaque a venda de aplicativos, via App Store. Segundo o CEO da Apple, ainda hoje será vendido o duocentésimo milionésimo programa para iPod e iPhone. E com apenas 102 dias de funcionamento. Nessa centena de dias a Apple conseguiu criar bastante tumulto com os desenvolvedores, demorando muito para botar os aplicativos no ar ou os tirando da loja sem aviso ou explicação e, de uma forma geral, dificultando o diálogo e o sadio fluxo de informações entre parceiros de negócios.

A venda dos iPhone também vai muito bem, obrigado. Alguém esperava diferente? Foram vendidas 6.892.000 unidades no trimestre, finalmente deixando os BlackBerry (somando todos os modelos), para trás. Adicione-se esse número aos resultados anteriores e já são mais de 10 milhões de iPhones vendidos em 2008, o que ultrapassa a previsão de El Jobso, que tinha esse número como meta... para o fim do ano. E a temporada de Natal ainda nem começou...

No fim da apresentação houve uma sessão de perguntas e respostas, onde, entre outras, o todo-poderoso Steve respondeu à pergunta que não queria calar: "E o Mac de quinhentas doletas?". Com a palavra, o próprio:

"— Decidimos não atender uma certa faixa do público. Não sabemos fazer um computador de US$500 que não seja um lixo. Nosso DNA não nos permitiria vender algo assim."

Há muitos anos o Supertramp já perguntava: "Crise, que crise?"

relacionados


Comentários