Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Fórum sobre crimes é fechado

Fórum sobre crimes é fechado

21/10/2008 às 14:14

Se bem moderados, os fóruns são uma das melhores invenções da internet. Nesse ambiente é possível fazer amizades, tirar dúvidas e, principalmente, adquirir conhecimento. O problema é quando as pessoas se valem desta tecnologia para praticar atos ilícitos e/ou prejudicarem outros indivíduos.

Na última sexta-feira a polícia britânica fechou um deste sites, que permitia a criminosos do mundo inteiro trocarem informações sobre cartões de crédito e experiências sobre as mais novas formas de fraudes online, além de dicas atualizadas de como cometê-las. O fórum era totalmente controlado, seu acesso restrito apenas a pessoas convidadas.

Em operação há 3 anos, o site, considerado pelas autoridades como o maior do gênero, contava com cerca de 2,5 mil usuários cadastrados em época de maior fluxo.

Aproximadamente 60 pessoas foram presas em diversos países através da operação liderada pelo FBI contra o site DarkMarket. Segundo a Serious Organised Crime Agency (SOCA) do Reino Unido, 11 pessoas haviam sido detidas em Londres, Manchester, Leicester, Doncaster e Humberside.

Uma porta-voz da organização afirmou que eles mantiveram investigadores infiltrados no fórum desde 2006 com o objetivo de colher informações e provas contra os líderes do grupo. Segundo ela apenas fechar o site não resolveria o problema pois ele poderia facilmente migrar para outro endereço, por isso a idéia foi de prender os principais articuladores que organizam o sistema altamente sofisticado de operações fraudulentas.

Crimes desse tipo podem render verdadeiras fortunas aos fraudadores, segundo informações da SOCA, um homem vinculado a outro site semelhante gastou 250 mil libras adquirindo dados sobre cartões de crédito roubados em seis semanas e se conseguisse realizar todas as operações possíveis através dessas informações seria possível que faturasse até 10 milhões de Libras.

Outras prisões são previstas tanto no Reino Unido quanto em outros países como resultado da operação que envolve países como Alemanha e Turquia.

[via Reuters]

relacionados


Comentários