Meio Bit » Baú » Fotografia » O homem forte da ação anti-pirataria

O homem forte da ação anti-pirataria

14/10/2008 às 20:07

O excelentíssimo presidente dos Estados Unidos aprovou ontem uma lei bastante controversa que deverá combater rigorosamente a pirataria tanto no país quanto no resto do mundo. A lei diz que deverá ser criado um posto no governo que terá canal direto com o presidente e deverá aconselhá-lo sobre como proceder para melhorar a proteção sobre as propriedades intelectuais.

O governo norte-americano tratou de se mexer após as consecutivas cobranças da indústria áudio-visual, mesmo recebendo duras críticas do seu Departamento de Justiça, que acredita que o ocupante deste cargo poderá vir a questionar suas decisões. Quem também não gostou nada da história foram alguns críticos que acham a medida exagerada e que muitos serão punidos mesmo sem motivos.

Acredita-se que os Estados Unidos percam 250 bilhões de dólares todos os anos graças à pirataria e segundo os políticos, a idéia não é combater os adolescentes e sim os criminosos que se valem da venda de produtos piratas para enriquecerem.

Pode se tratar de apenas mais barulho, que tudo não passará de propaganda política para agradar uma meia dúzia, mas talvez já esteja passando da hora de apertarem o cerco contra a pirataria e não apenas na terra do Tio Sam. Isso já virou uma pandedemia.

Eu sempre achei que as medidas tomadas contra pessoas que comercializam produtos falsificados são brandas demais. Veja só, se é crime vender um filme/cd de música/jogo, porque vemos dezenas de "banquinhas" com toneladas deste produtos nas ruas de qualquer cidade do Brasil? Imagine o que aconteceria se alguém resolvesse montar uma loja para vender drogas, por exemplo. A sociedade certamente ficaria chocada e o "estabelecimento" seria fechado rapidamente. E por favor, não me diga que a comparação é absurda, pois não é. Crime é crime, independente do quanto ele pode lhe afetar ou não.

O que quero dizer é que conheço muitas lojas (locadoras inclusive) com alvarás e que vendem produtos piratas sem nenhuma vergonha. É óbvio que eles não possuem licença para comercializar esses cds/dvds mas o fato é que todos sabemos onde encontrar e mesmo assim nada é feito.

[via Reuters]

relacionados


Comentários