Meio Bit » Baú » Hardware » Positivo Mobo White - Esse vale!

Positivo Mobo White - Esse vale!

22/09/2008 às 18:28

Quando lançaram o Mobo, ninguém botou muita fé, pois vinha o Asus Eee PC por aí, com versões maiores e mais poderosas, e a máquina da Positivo não agradava ao geek, que faria a grande divulgação. Mesmo assim o Mobo vendeu razoavelmente bem, jornalistas com dedos pequenos o aprovaram.

Nós, geeks, tivemos que esperar a segunda geração, e fomos bem-atendidos. No evento do dia 17 a Positivo lançou SEIS Mobos.

Dois são aqueles minúsculos que ninguém gostou, então vamos solenemente ignorá-los, e ir direto pro filé, o Mobo White:

2869655339_09a0599732

Ao contrário da versão inicial, o Novo Mobo, ou Mobo White, como eles chamaram a linha. São quatro modelos: Mobo White 1090, 1070, 1050 e 1000. O modelo mais caro, o 1090 vem com:

  • Windows XP Home
  • Microsoft Office 2007 Home & Student
  • Processador Intel Atom N270
  • 1GB de RAM
  • 160GB de HD
  • Webcam de 1,3MP
  • Rede
  • Modem
  • WIFI b/g
  • 2 portas USB
  • Tela LCD 10 polegadas SWVGA (1024x600)
  • Leitor de cartões (SD/MMC/MS)
  • Teclado DECENTE em português
  • Bateria para até 4 horas
  • Peso de 1,3Kg

O Mobo White 1070 tem como diferença:

  • Vem com BR-Office
  • Bateria para até 6 horas

O Mobo White 1050 difere do 1090 em:

  • 120GB de HD
  • Vem com BR-Office
  • Bateria de 4 horas

O menorzinho, o Mobo White 1000:

  • 80GB de HD
  • Sistema Operacional Linux
  • 512MB de RAM

O preço ventilado variava entre R$1300,00 e R$1500,00.

CIMG4948

CIMG4939

CIMG4945

Havia um showroom onde todas as máquinas estavam disponíveis para uso. O Mobo White impressionou. Ele é bem rápido, com o Atom rodando a 1.6GHz. O XP reage bem, está visualmente confortável na tela de 1024x600, que embora não seja o foco dá um bom widescreen para filmes. O formato faz mais sentido ainda para web, pois as páginas precisam encaixar na largura, não na altura.

O aparelho é bem robusto, segue o form-factory da MSI. O ressalto da bateria na traseira, que achei ser uma falha de projeto na verdade tem função dupla: Funciona como uma alça para segurar o netbook E um calço para maneter o aparelho levemente inclinado, melhorando a ergonomia.

O que mais me impressionou entretanto foi o teclado. Toda vez que falo que vou comprar um Asus Eee eu passo nas lojas do Edifício Central, olho o brinquedo e desisto. Eu até engoliria a tela pequena, mas o teclado é inviável para quem tem dedos grandes. Já o Mobo White a digitação é idêntica a um notebook de verdade. Vários jornalistas presentes fizeram o mesmo teste e saíram satisfeitos. A única reclamação foi com o botão do trackpad, mas basta ignorar e usar o velho “tap” batendo no tapetinho. Ou, o que é melhor ainda, um mouse de verdade ligado na USB.

A saída VGA permite ligar o Mobo em um segundo monitor ou em um datashow. Na verdade a apresentação toda foi feita em um Mobo.

De todos os netbooks que já vi, incluindo o Acer Aspire, o Mobo White foi o que mais me impressionou. Tem o equilibro perfeito entre um computador leve e usável, além de barato. E não, NÃO compare com um notebook lambão de 3Kg. O objetivo aqui não é rodar Crysis nem rodar Autocad, o objetivo é MOBILIDADE. É algo para levar no pochetão, não na mochila. Viagens curtas, trabalhar no shopping e andar por lugares onde não é seguro levar um Macbook ou um Sony Vaio.

Daí a grande diferença. Muita gente está trazendo à tona o boato do subnotebook da Apple. Sinceramente? Não acho que vá chegar aqui por menos de R$2500,00. E andar com R$2500,00 por aí é exatamente o oposto do que imagino ao comprar um Asus Eee, um Mobo White ou um Acer Aspire. R$1300,00 - R$1500,00 cai exatamente na faixa de preço aceitável.

Dá pra ser feliz com qualquer um da família, inclusive com o caçulinha rodando Linux, mas o melhor custo-benefício parece ser o 1070, onde troca-se uma licença do Office Home & Student por uma bateria de 6h. Resta saber mais detalhes do preço.

A previsão de disponibilidade é para a segunda quinzena de Outubro.

relacionados


Comentários