Meio Bit » Baú » Games » GTA não cria "apenas" assassinos

GTA não cria "apenas" assassinos

04/09/2008 às 11:00

Você já deve estar cansado de ler/ouvir histórias sobre pessoas que teriam sido influenciadas por jogos violentos a cometerem atos absurdos, principalmente casos envolvendo a série Grand Theft Auto. O que você não deve estar acostumado a ver são histórias onde o game teria ajudado a salvar a vida de alguém. Pois foi o que aconteceu com a família Norris (nada a ver com o Chuck).

No último dia 27 de agosto, cinco membros da família estava indo para Diamond, Illinois, quando o pai perdeu o controle da Grand Cherokee, capotou quatro vezes e parou de cabeça para baixo. Rapidamente Audrey Plique, essa menina aí do lado com cara de Hanson, saiu do carro e ajudou seus pais e irmãos a saírem do veículo. Para sua mãe, o que a motivou foi o fato de jogar GTA e saber que quando um carro capota ele pode explodir e que isso poderia ter acontecido com eles.

Cá entre nós né? Uma pré-adolescente que sabe que um carro pode explodir porque jogou GTA? Em que mundo ela vive? Também, com a cara de família buscapé que essas pessoas tem, não duvido de nada. Sinceramente, acho que eles aproveitaram a situação para aparecer e gostaria de ver agora todas as pessoas que disseram que games não influenciam violência, virem dizer que os jogos eletrônicos podem ensinar (salvo raras excessões) alguém noções de sobrevivência.

[via Kotaku]

relacionados


Comentários