Meio Bit » Arquivos » Games » O declínio do Xbox 360?

O declínio do Xbox 360?

19/08/2008 às 11:24

Marcas. A preferência por elas é algo natural e até saudável, desde que a pessoa não leve o assunto como uma religião. Recentemente eu fiz um post (baseado em um texto publicado em outro site) questionando o futuro do PS3. Alguns leitores disseram que o texto ficou tendencioso, disseram que eu puxei a sardinha para o lado da Microsoft (embora eu não leve a menor vantagem nisso) e que a notícia podia ser vista por outra ótica.

Bom, o fato é que hoje vi uma matéria publicada pelo Ars Technica afirmando exatamente o contrário do que eu tinha, dizendo que o console da Microsoft está sim com sérios problemas, que a marca não consegue se consoliodar e cita uma série de fatos para comprovar isso. Eles falam por exemplo sobre o fato de que o console a Microsoft não tem recebido jogos exclusivos de peso e que os melhores games recém-lançados também saíram para o PS3. A matéria segue apontando que embora a Live seja um serviço espetacular, muitas de suas funções não são necessárias e a PSN é gratuita.

Citam ainda que a Microsoft não possui um produto capaz de competir com a casualidade da Nintendo e nem mesmo com LittleBigPlanet. As críticas recaem até sobre uma das maiores exclusividades do X360: Gears of war 2, onde eles afirma que Killzone 2 e Resistance 2 parecem "tão bons quanto em termos de escala, gráficos e experiência online", o que praticamente anula o impacto de seu lançamento.

A matéria passa então para outros pontos importantes, como o detalhe de a Microsoft não estar conseguindo fazer com que seu videogame venda em outros territórios além dos Estados Unidos. Os outros aspectos dizem respeito ao hardware. Enquanto o PS3 possui um HD enorme, sem falar na possibilidade de ele poder ser trocado sem muita dificuldade por um ainda maior fabricado por terceiros, a Microsoft só agora resolveu aumentar a capacidade de armazenamento do 360 e ainda há/havia o problema das luzes vermelhas. Mesmo a maior parte do problema já tendo sido sanada, a má imagem ficou e muitos gamers ainda tem medo de comprar um Xbox por achar que o console parará de funcionar pouco tempo depois. E gostaria de salientar ainda que o que descrevi foi apenas um resumo. A matéria em questão é muito interessante e vale a pena ser lida.

Para terminar, vi ainda que um hacker conseguiu fazer alguns jogos rodarem a partir do HD do PS3 e goste você ou não, a pirataria ajudaria sim o console da Sony a vender mais, principalmente em países onde o consumidor tem menos poder de comprar, como no Brasil.

Portanto cara leitor, os fatos estão aí, não ouso questionar a maioria deles e a situação se mostra mesmo preocupante e como disse no outro texto, não pra mim nem para você, mas para a fabricante. Tudo isso será capaz de fazer o PS3 pulverizar as vendas do box 360? É provável que sim. Isso influencia a vida de algum dos consumidores, com certeza não. O que disse antes e repito é: Se você pretende adquirir um novo videogame, não meça a sua qualidade em função da quantidade de unidades vendidas, nem quando ele estiver em primeiro, muito menos quando ele estiver em último.

Flame on.

relacionados


Comentários