Meio Bit » Baú » Fotografia » Canon EF 28mm f/1,8 USM - Primeiras Impressões

Canon EF 28mm f/1,8 USM - Primeiras Impressões

Pequeno Review com a lente EF 28mm f/1.8 da Canon. A lente, para quem gosta de lentes fixas, pode ser considerada uma boa opção para ser a companheira constante de sua câmera no dia a dia.

26/08/2013 às 14:44

ef_28mm_f1_87628

A lente Canon EF 28mm f/1,8 USM não é uma lente nova, mas faz parte de uma antiga ambição de minha parte em trocar todas minhas lentes zoom por lentes fixas. Isso se deve por conta da qualidade de imagem e também da grande abertura de diafragma. Mas, como sou um fotógrafo com poucos recursos acabei focando (olha o trocadinho) em lentes com abertura f/1,8. Sei que a qualidade do cristal em lentes com aberturas f/1,4 é bem superior, mas ainda está um pouco longe de minhas atuais possibilidades. Então, depois de comprar a 85mm f/1.8, decidi investir nesta 28mm. Acho que o relato de minhas experiências aqui é válido, visto que muita gente não tem o hábito de comprar lentes fixas e até se sentem desconfortáveis com uma em mãos.

ef_28mm_f1_87627

Ao comprar a lente pensei que ela seria muito parecida com a 50mm em peso e tamanho, mas me enganei. Ela é um pouco maior, mais pesada e a qualidade da construção é muito superior e com mais detalhes. Ela tem um equilíbrio legal quando colocada na câmera e o tamanho deixa a câmera com uma aparência mais robusta (sim, aparência é importante para mim). A lente foi lançada no distante ano de 1995 e se encontra em produção até hoje. Ela possui 310 gramas de peso e 74x56 mm de tamanho e usa filtros de 58mm. Ela é construída com 10 elementos divididos em 8 grupos. O diafragma possui 7 laminas e a abertura máxima de f/1,8 e mínima de f/22. Ela funciona tanto em câmeras Full Frame quando em câmeras com sensor cropado. Em uma câmera com sensor APSC ela se comporta como uma 45mm, o que confere um ângulo de visão muito próximo a uma 50mm (vai fazer a festa dos saudosistas das câmeras mecânicas que não possuem uma full frame para suas lentes 50mm). A distância mínima de foco fica em 0.25m.

ef_28mm_f1_87631

Comparação entre a 50mm, a 28mm e a 85mm

Eu gostei muito da lente. Ela veio para suprir uma necessidade minha em fotografia de eventos. Com sensor APS-C a distorção nas bordas é muito sutil e quase não necessita de tratamento posterior. A lente permite fotos em vários ambientes internos sem a utilização de flash por conta de sua grande abertura de diafragma (dependendo da iluminação do local, é claro). Porém, como toda lente, temos aquele número mágico de relação entre a nitidez máxima e a abertura de diafragma. Diz a sabedoria popular que toda lente tem seu ponto máximo de nitidez com dois pontos a mais de diafragma em relação a sua abertura máxima. Porém, com a EF 28mm, posso dizer que em f/2,8 ela já é um espetáculo. Porém, em f/1,8, embora se perca um pouco de nitidez (principalmente nas bordas), é possível utilizá-la sem problemas. O resultado ainda fica muito bacana.

ef_28mm_f1_87632

Utilização no mundo real

Sei que uma lente grande angular não deve ser utilizada para fazer retratos. Porém, em certas situações, acabamos quebrando esse pequena regra. Nas fotos abaixo, o local onde tive que fotografar era muito pequeno para fazer uma foto de corpo inteiro utilizando a 50mm. Então o jeito foi utilizar minha nova companheira. Nitidez e contraste em estúdio foram satisfatórios e a distorção foi facilmente corrigida no Lightroom. Ainda falando em nitidez e contraste, a lente é um pouco inferior a EF 85mm f/1,8, mas são detalhes que acabamos percebendo apenas quando aplicamos o zoom de 100% na tela do computador. Como a maioria das impressões são no máximo em tamanho 20x30cm ou resolução de 1024 pixels para a internet, esse não deve ser um grande problema. Destaque para a brincadeira com a profundidade de campo na terceira imagem.

ef_28mm_1 ef_28mm_2 ef_28mm_3

No último curso que ministrei, que teve a cidade como tema central da aula prática, levei apenas essa lente para poder testar suas características com luz natural. Quando o tema é mais aberto, como paisagens, flores e arquitetura, a distância focal é uma boa aliada e a possibilidade de utilizar a grande abertura de diafragma como parte da composição foi muito interessante. No mesmo dia tive a apresentação de um Sarau, onde tive que utilizar a abertura máxima. Embora todos indiquem uma teleojetiva para Shows a grande angular pode ser uma poderosa ferramenta também para este tipo de fotografia.

ef_28mm_4

ef_28mm_5

ef_28mm_6

ef-28mm_7

E, por fim, a utilização da lente em eventos, pois na verdade esse foi o grande motivador de sua aquisição. Fotografar aniversário infantil tendo uma 50mm como o mínimo de distância focal é muito complicado. A EF 28mm seria uma boa ferramenta para poder registrar grupos maiores de pessoas sem perder as vantagens de uma lente prime, como a nitidez e a grande abertura de diafragma. Como trabalho sempre com duas câmeras encontrei a combinação perfeita ao poder utilizar a 28mm e a 85mm ao mesmo tempo. Alente não apresenta vinheta (na maioria das fotos) ao fotografar com flash, e já que a maioria das fotos são tomadas a distância (um retrato mais fechado sempre faço com a 85mm) não houve necessidade de correção de distorção.

ef_28mm_9

ef_28mm_10

ef_28mm_8

Conclusão

A Canon EF 28mm f/1,8 USM é uma lente não muito cara que pode ser utilizada normalmente sem sua câmera APS-C por conta de seu ângulo de visão quase idêntico a uma 50mm em sensor full frame. Boa nitidez e contraste, além da grande abertura de diafragma. Alguma aberração cromática foi identificada nas bordas em algumas imagens. Porém, nada que tire as vantagens da lente. A EF 28mm f/1,8 USM pode ser encontrada no Mercado Livre por um valor médio de R$ 1.800,00. Tentei ver o preço do equipamento na loja da Canon, mas o site está em manutenção.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários