Meio Bit » Arquivos » Demais assuntos » Campanha de crowdfunding do Ubuntu Edge arrecada menos da metade da meta de 32 milhões de dólares

Campanha de crowdfunding do Ubuntu Edge arrecada menos da metade da meta de 32 milhões de dólares

A maioria das contribuições veio de pessoas físicas, mas a Bloomberg também participou, com uma doação de 80 mil dólares, que daria direito a 113 aparelhos.

22/08/2013 às 13:45

Edge 3

A campanha para arrecadar 32 milhões de dólares lançada pela Canonical mês passado na Indiegogo, visando a criação de um smartphone baseado em Ubuntu e Android, falhou ao arrecadar "apenas" 12,8 milhões e alguns trocados.

Ubuntu Edge

A maioria das contribuições veio de pessoas físicas, mas a Bloomberg também participou, com uma doação de 80 mil dólares, que daria direito a 113 aparelhos.

Mark Shuttleworth, fundador da Canonical, comentou que tem havido interesse de empresas do ramo mobile no Ubuntu. Muitas delas já aderiram ao recém-lançado Ubuntu Carrier Advisory Group, que irá ajudar a levar o mesmo para a indústria mobile.

Apesar de não ter atingido a ambiciosa meta, ficou claro o potencial do Ubuntu para o meio mobile. Também ficou claro o interesse dos consumidores dispostos a pagar 695 dólares por um aparelho híbrido (o Ubuntu Edge rodaria Android também).

O grande diferencial do Ubuntu seria sua capacidade de funcionar também como um computador ao ser plugado em um monitor, com seus 128 GB de armazenamento e 4 GB de RAM.

Os protótipos do aparelho receberam uma boa fanfarra da mídia e os fundos foram arrecadados principalmente por consumidores. Frente a isso, dificilmente a Canonical irá abandonar o projeto. O próprio Shuttleworth dá uma dica:

Quem sabe, talvez um dia utilizaremos o que aprendemos com essa campanha para tentar novamente.

Cá para nós, um objetivo da campanha foi atingido. A Canonical teve uma exposição enorme, o interesse no produto foi confirmado pelo grande número de contribuições (que bateram o recorde de valores arrecadados via crowdfunding), e isso certamente servirá para atrair parceiros no futuro.

Fonte: The Next Web

relacionados


Comentários