Meio Bit » Baú » Games » The Elder Scrolls Online terá cobrança de mensalidade

The Elder Scrolls Online terá cobrança de mensalidade

Bethesda revela que para jogar o The Elder Scrolls Online teremos que pagar uma mensalidade de US$ 15 e explica o porque de terem escolhido esse modelo.

22/08/2013 às 10:00

the-elder-scrolls-online

Seria uma franquia de peso o suficiente para um jogo conseguir ir na contramão de uma tendência do mercado? Essa pergunta deverá ser respondida nos próximos meses, pois de acordo com a Bethesda, quando o The Elder Scrolls Online chegar ao mercado não teremos a possibilidade de experimentar o game sem pagar mensalidade e a explicação para se arriscarem num caminho onde muitos fracassaram foi dada pelo gerente geral, Matt Firor:

Estamos construindo um jogo com a liberdade para se jogar – seja sozinho ou com amigos – o tanto que você quiser. Um jogo com propósito e conteúdo consistente – um jogo com centenas de horas de jogabilidade que podem ser experimentadas da maneira correta que será suportada pelos consumidores premium. Cobrar uma mensalidade significa que ofereceremos o jogo que nos propusemos a fazer e um que os fãs queiram jogar. Adotar qualquer outro modelo significaria que teríamos que fazer sacrifícios e mudanças que não estávamos dispostos a fazer.

Os jogos The Elder Scroll são conhecidos por permitirem que o jogador vá para onde quiser, que seja quem ele quiser e faça o que quiser. Sentimos que colocar barreiras de pagamento entre o jogador e o conteúdo em qualquer ponto do jogo arruinaria essa sensação de liberdade e ter uma pequena cobrança de mensalidade pelo 100% de acesso ao jogo se encaixa com a propriedade intelectual muito melhor do que um sistema onde você tem que pagar por recursos e acessos conforme joga.

Ou seja, na minha opinião essa foi uma maneira elegante da desenvolvedora dizer que aproveitarão a expectativa das pessoas para lucrar o máximo possível nesse início, para poucos meses depois, quando o número de jogadores cair consideravelmente, eles aparecerem com o discurso de que cometeram um erro e para povoar novamente os servidores transformarão o The Elder Scrolls Online em um MMO gratuito.

Talvez essa minha previsão se mostre completamente equivocada e um gigante como o TESO consiga fazer tanto sucesso a ponto de se sustentar no tradicional modelo de distribuição, mas o fato é que se você quiser aproveitar toda a liberdade prometida pela Bethesda, terá que comprar o game, o que lhe dará um mês para jogar sem pagamentos adicionais e depois gastar US$ 15 mensalmente para conhecer o mundo que eles estão criando.

E aí, vai encarar? Pois eu prefiro ficar com o Skyrim, o tipo de jogo que gosto de chamar de um MMO offline (e sem cobrança de mensalidades).

Fonte: Massively.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários