Meio Bit » Arquivos » Games » PSP estaria enfrentando problemas?

PSP estaria enfrentando problemas?

13/06/2008 às 12:15

Há alguns dias eu venho acompanhando a situação do PSP perante a indústria de games e embora o portátil esteja no topo da lista dos videogame mais vendido do Japão nas últimas semanas, alguns fatores podem indicar que o aparelho estaria com seu futuro comprometido. Quero deixar claro que não estou decretando o fim do Playstation Portable, mas gostaria de deixar o leitor por dentro do que tenho lido pela imprensa estrangeira ultimamente.

Para começar, é notória a falta de títulos de alta qualidade para o portátil recentemente. Tirando os God of War: Chain of Olympus e o Crisis Core: Final Fantasy VII, o videogame está praticamente às moscas de uns meses para cá e mesmo os lançamentos menores produzidos pelas third party praticamente se esgotaram.

E por falar em GoW: Chain of Olympus, a Ready at Dawn, produtora do jogo, anunciou recentemente que está abandonando a plataforma. Segundo os responsáveis pela companhia, com o lançamento do jogo do Fantasma de Esparta eles chegaram ao fim de um ciclo. Eles alegam ainda que estão focados em novos projetos para outros videogames e que gostam de fazer uma coisa de cada vez. Outro motivo dessa saída seria também a pirataria muito forte no PSP.

Quem também decidiu dar uma cutucada no videogame foi a Ubisoft, alegando que o baixo número de lançamentos para ele se dá em razão da Sony estar desapontada com o baixo número de vendas do PSP e não saber o que fazer para mudar a situação. A empresa francesa acredita que a Sony deveria mostrar quasi são seus planos para as produtoras e fazer com que elas invistam mais na plataforma. Mesmo assim a Ubisoft garantiu que continuará dando suporte ao PSP e que possui 12 jogos em desenvolvimento para este ano fiscal.

Portanto, acho que ficou claro que o PSP está vivendo um momento de indefinição. Mesmo estando na frente de seu direto concorrente nas vendas recentes, a vantagem do portátil da Nintendo ainda é muito grande e além do fato da pirataria fazer uma grande ferida no número de vendas de jogos, algumas produtoras parecem estar insatisfeitas com algumas decisões da Sony.

A pergunta que fica é: Será que a gigante japonesa estaria deixando seu portátil em segundo plano?

relacionados


Comentários