Meio Bit » Baú » Games » Batman: Arkham Origins também não usará o GFWL

Batman: Arkham Origins também não usará o GFWL

Warner anuncia que Batman: Arkham Origins não usará o GFWL e serviço já teria ganhado data para deixar de existir, mas será que isso é bom mesmo?

20/08/2013 às 7:30

batman-arkham-origins

Na semana passada ficamos sabendo que o Ultra Street Fighter IV não usará o Games for Windows Live e agora a Warner Bros. revela que o Batman: Arkham Origins, um dos principais lançamentos do ano não utilizará a tecnologia da Microsoft, preferindo escorar-se apenas no Steamworks da Valve.

Embora isso signifique que o jogo deverá ter suas conquistas e modo multiplayer gerenciados pelo Steam, a editora não confirmou se ele aproveitará outras funcionalidades oferecidas pelo sistema, como o armazenamento de saves na nuvem, suporte ao modo Big Picture ou as cartas colecionáveis, mas mesmo que isso não aconteça, deve ter muita gente por aí soltando fogos por causa da mudança.

E já que estamos comemorando essa debandada do GFWL, isso provavelmente está acontecendo porque aparentemente a própria Microsoft desistiu dele e de acordo com o suporte do serviço, como a Xbox Live passará a aceitar dinheiro e não mais os MS Points, a partir de depois de amanhã (22/08) a venda de games no PC Marketplace será encerrada e então teremos apenas a opção de baixar aquilo que já compramos.

Este poderia ser portanto o fim do GFWL? Ainda não, mas isso não parece longe de acontecer, pois segundo a página do Age of Empires Online, a Microsoft estaria planejando encerrar o serviço no dia 1º de julho de 2014, quando o game deixará de funcionar, já que seus servidores serão desligados, mas como a informação foi removida, parece que ela não deveria ter sido divulgada agora.

Isso provavelmente era aquilo pelo o que muitos estavam esperando, o total fracasso de algo que em boa parte dos casos só serviu para atrapalhar a vida dos jogadores, mas não porque seu conceito era ruim e sim porque a Microsoft não teve competência para administrá-lo. Contudo, há um detalhe nessa história que está me incomodando. Como ficarão os jogos que foram lançados tendo o GFWL como base? Será que as empresas lançarão um patch para eles continuarem funcionando, ou irão simplesmente nos ignorar e tirar todos eles do ar?

Outra coisa que tem me feito pensar foi a recente contratação de Jason Holtman. Se este profissional terá como missão melhorar a presença da Microsoft no mercado de games para PC, será que esse possível fim do GFWL significa que eles estão trabalhando em outro sistema de distribuição que ocupará seu lugar? Não sei, mas acho que a Gigante de Redmond pode estar tramando algo grandioso, só não tenho certeza se isso é bom.

Fonte: Gamespot.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários