Meio Bit » Baú » Internet » WikiLeaks posta 400 GB de informação criptografada online como "seguro de vida"

WikiLeaks posta 400 GB de informação criptografada online como "seguro de vida"

No final-de-semana a WikiLeaks postou links para 400 GB de dados criptografados no Twitter e no Facebook, mas mesmo quem se der ao trabalho de baixá-los não vai saber o que eles contêm, já que a chave para abri-los não foi liberada.

19/08/2013 às 18:15

Wikileaks

Crédito da imagem: The Prisma.

No final-de-semana a WikiLeaks postou links para 400 GB de dados criptografados no Twitter e no Facebook, mas mesmo quem se der ao trabalho de baixá-los não vai saber o que eles contêm, já que a chave para abri-los não foi liberada. Segundo apoiadores do movimento, a liberação acontecerá caso algo aconteça a algum líder da organização.

Twitter Wikileaks

A mensagem avisa que a Wikileaks lança versões criptografadas de publicações futuras ("seguro") de tempos em tempos para anular tentativas de censura prévia.

O grupo descreve a criptografia como uma medida necessária, por causa de tentativas anteriores de bloquear o vazamento de informações confidenciais.

O que chamou mais a atenção, no entanto, foi o tamanho dos arquivos. Seguidores da Wikileaks no Facebook e no Twitter ficaram especulando sobre o conteúdo, que seria liberado caso algo aconteça a Julian Assange ou Edward Snowden.

Coincidência ou não, a publicação aconteceu após um jornalista da Revista Time defender um ataque com um drone para acabar com Assange (e ser execrado no Twitter).

A Wikileaks auxiliou Snowden a conseguir asilo temporário na Rússia, após ele ter vazado documentos confidenciais do governo dos Estados Unidos que revelavam a vigilância internacional da NSA.

Por outro lado, novos vazamentos podem ter um efeito reverso, já que parte do acordo com os Russos para conseguir asilo implicam que Snowden não deve mais abrir o bico sobre o que acontece nos bastidores do governo Obama.

Falando em Obama, ele anunciou reformas na NSA para aumentar a transparência e regulamentar a informação que é coletada pelo governo.

Acredite se quiser.

Fonte: RT

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários