Meio Bit » Baú » Demais assuntos » NASA desiste de consertar o telescópio Kepler

NASA desiste de consertar o telescópio Kepler

O telescópio Kepler já vinha cambaleando há três meses, desde uma falha em seu segundo giroscópio. A NASA informou agora que vai desistir de tentar consertá-lo.

19/08/2013 às 14:45

Telescópio Kepler

Crédito da imagem: reprodução.

O telescópio Kepler já vinha cambaleando há três meses, desde uma falha em seu segundo giroscópio. A NASA informou agora que vai desistir de tentar consertá-lo.

Ainda é incerto se será possível extrair algum dado do mesmo, caso contrário, ele será simplesmente abandonado à deriva no espaço.

O Kepler foi lançado em março de 2009 com o objetivo de procurar planetas semelhantes à Terra orbitando estrelas da Via Láctea.

Ele é equipado com uma câmera de 95 megapixels e um espelho primário de 1,4 metros, permitindo também calcular a que distância um planeta orbita sua estrela, além de uma estimativa de seu tamanho.

Quando a informação chega, cientistas da NASA a usam para ter uma ideia se esses planetas são habitáveis por humanos ou outras formas de vida.

Aliens

Até hoje o telescópio confirmou a existência de 135 planetas na Via Láctea, com mais de 3500 a confirmar (com aproximadamente 90 % de chance de confirmação), já que a análise dos dados toma tempo.

Dos confirmados, apenas alguns poucos estão na zona habitável, onde a superfície do planeta permite a existência de água em estado líquido. No final da análise acredita-se que esse número será muito maior.

Via-Láctea

O telescópio observa uma pequena parte da Via Láctea, mais precisamente 0,28 % da mesma. Estima-se que nossa galáxia contenha algo em torno de 100 bilhões de planetas semelhantes à Terra. De acordo com o Hubble, há mais de 100 bilhões de galáxias no Universo, o que só torna mais difícil descobrir onde você deixou as chaves.

A primeira falha do Kepler aconteceu em 2012, depois em maio desse ano. Ele precisa de três giroscópios para orientação, com dois quebrados, ele só pode ser movido em duas dimensões. A NASA não teve sucesso nas tentativas de consertá-lo.

A missão inicial do Kepler deveria ser encerrada até novembro do ano passado, mas a missão foi estendida em função do ruído captado, que era superior ao normal.

Fonte/crédito das imagens: Extreme Tech

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários