Meio Bit » Baú » Hardware » Beats quer encerrar a parceria com a HTC

Beats quer encerrar a parceria com a HTC

Maré de azar da HTC continua: após perda nos lucros e produtos mal sucedidos, empresa pode perder a parceria da Beats Electronics, empresa que produz os fones do Dr. Dre.

19/08/2013 às 12:30

beats-htc

Há um certo consenso entre os entendidos de áudio que os fones da série Neats by Dr. Dre estão entre os melhores que existem e são razoavelmente acessíveis (ainda que sejam muito caros, não são como os da marca Seinnheiser). Por isso houve um certo frisson quando a Beats Electronics fechou uma parceria com a HTC em 2011, de modo a fornecer sua expertise com exclusividade para seus smartphones. Na época a HTC adquiriu 51% da Beats, se tornando sócia majoritária da empresa.

Entretanto as coisas mudaram de lá para cá. Em 2012 a HTC abriu mão de metade de suas ações, que foram readquiridas pela Beats. Com essa liberdade a Beats lançou seus falantes para outras plataformas, como por exemplo a HP. Tendo visto que é muito mais negócio manter a independência, a empresa agora pretende comprar todas as suas ações de volta e vendê-las a uma outra companhia que seja mais capaz de fazê-la crescer.

Não é uma surpresa tão grande assim. A HTC tomou uma porrada muito forte ao ter abraçado o Facebook Home: o HTC First foi sistematicamente sabotado pela AT&T e nem mesmo ser vendido por um dólar o salvou, além de ter sofrido uma queda nos lucros de 83% no segundo trimestre. Isso aliado ao fato de que a empresa taiwanesa e a Beats não terem chegado a um acordo em questões estratégicas levou a companhia do Dr. Dre a querer pular fora, já que a parceria não vai levá-la a lugar nenhum.

Na minha opinião é uma pena que a HTC esteja em vias de perder um parceiro que é conhecido por seus produtos de qualidade, mas essa situação era quase certa levando em conta a situação pela qual ela passa agora. Já para os fãs da Beats é uma possibilidade de ver mais marcas com os falantes e fones da marca, o que pode ser interessante.

Fonte: Mashable.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários