Meio Bit » Baú » Games » O fim do single player

O fim do single player

02/06/2008 às 17:51

Vez ou outra um figurão da indústria aparece para dar opiniões sobre as futuras tendências do mercado. Quem abriu a boca dessa vez foi Phil Harrison, ex vice-presidente da Sony européia e que atualmente comanda a Infogrames. Aspas para o Sr. Harrison:

"Alone in the Dark é um belo trabalho de jogo focado na jogabilidade para um jogador. Eu não acho que a indústria irá fazer mais desses jogos. Eu não acredito que os consumidores queiram games que não tenham algum tipo de conectividade com a internet, ou algum tipo de comunidade integrada neles, ou alguma extensão de conteúdo disponível por download."

Particularmente acho que o sujeito foi bastante infeliz em suas declarações. Embora eu acredite que a disponibilidade de novos conteúdos seja algo muito legal e que invariavelmente aumenta a vida útil do jogo, é difícil pensar em alguns games sendo produzidos sem modo single player. Existem tantos jogos sem multiplayer que são adorados, tanto pela crítica quanto pelo público, que o comentário chega a beirar o ridículo. Não é possível que para poder vender bastante, algumas aventuras terão que ser jogadas grupo.

Não consigo entender o porque de para um modo existir, seja preciso acabar com outro. É algo como a velha discussão entre casual e hardcore. Mas o que vocês acham sobre isso? Estão mesmo os "jogos solitários" fadados ao esquecimento?

[via Destructoid]

relacionados


Comentários