Meio Bit » Baú » Games » GTA IV: Primeiras impressões

GTA IV: Primeiras impressões

30/04/2008 às 11:27

Eram nove e meia da manhã quando o caminhão da UPS chegou no meu serviço e me deixou minha cópia de GTA IV Special Edition. Duas, alias. Por um erro na pré-compra acabei comprando dobrado.

Sete eternas horas depois, já em casa, pude abrir o pacote da Amazon. Antes de ligar o Xbox 360 ainda degustei os extras da Edição Especial: Um cofre de banco em metal [com chaves], um chaveirinho da Rockstar, uma bolsa com o logo da Rockstar Games, o livro The Art Of Grand Theft Auto IV, um CD com faixas da trilha sonora oficial e uma placa de carro GTA 1V temática ao game [placa de verdade, em metal e tamanho real]. Valeu pagar os trinta dólares a mais, tudo é de primeira qualidade e não tem cara de "brinde".

Bom, finalmente meti o disquinho e vamos ao game.

A história está muito boa, Niko é um personagem relativamente profundo e tem mais personalidade que o CJ de San Andreas. A abertura, já na primeira cena, mostra que o pessoal da Rockstar não aliviou, com uma cena sado-masoquista [até um pouco fora de contexto] justificando o "Mature 17+".

Finalizada a abertura, gameplay! E o gameplay não decepciona. Niko anda fluido, interage com objetos em casa, latas de lixo, portas, papelão e outras pessoas de forma super-natural. Também nos controles o direcional apenas faz Niko andar, para correr é necessário apertar A. E não há mais o loading quando se entra nas lojas, é abrir a porta e continuar jogando. Há a nova função de se esconder, mas como ainda não dei um tiro, não pude usá-la apropriadamente. Mas é só apertar o botão RB que Niko se protege atrás de paredes, caixas de correios etc...

Na parte de direção dos carros, outra boa surpresa, o jogo está cada vez mais fiel à fisica e não se atravessa toda a cidade em cinco minutos, pois como toda cidade grande, não há espaços pra correr, só na auto-estrada.
Por falar em cidade, essa é a grande estrela de GTA IV. É um espetáculo só de ver a interação das pessoas, dos carros. Logo no meu primeiro passeio assisti um cara ser atropelado bem na minha frente e não lembro a ultima vez que dei um grito de surpresa com a cena. Fantástico!

A trilha sonora também mantem a ótima média da franquia: Bob Marley, R.E.M., Busta Hymes e muito mais.
Por fim, deixei o que mais me impressionou: gráficos. GTA IV é lindo! Luzes, texturas, brilhos… Há momentos que você tem a sensação de ver um filme de tão real que é, principalmente durante o dia. Se você derrubar um poste, sai faísca. Niko respira de noite e sai o vapor da respiração, a água é cristalina e super-real. As rodas dos carros são muito reais, Os carros estacionados agora estão trancados e Niko precisa quebrar o vidro para entrar. Um espetáculo visual.

Defeitos? Achei a policia meio fraca, nas poucas vezes que infringi a lei, mas não passei de duas estrelas.

Jogo do ano? Definitivamente sim!

No mais é isso, estou jogando há apenas três horas e ainda tenho muito pra desvendar!

relacionados


Comentários