Meio Bit » Arquivos » Games » Eu tenho cara de palhaço?

Eu tenho cara de palhaço?

11/04/2008 às 3:38

Eu gostaria de falar isso frente a frente com um juíz. Para ver se ele pára de proibir jogos e mais jogos. Realmente, vejo o Brasil com tantos problemas sérios, escola, falta de leitos nos hospitais, dentre tantas outras coisas que não vou citar para não deixar este artigo quilométrico.

No dia 9 de Abril, antes de ontem, a venda do jogo Bully foi proibida no estado do Rio Grande do Sul e a revendedora oficial do jogo no Brasil, JPF Magazine, deverá retirar das lojas, proibir vendas por websites e retirar todas as propagandas do jogo em um prazo de 30 dias. O comunicado do ministério público dizia que o jogo foi proibido por "retratar fundamentalmente, situações ditadas pela violência, provocação, corrupção, humilhação e professores inescrupulosos, nocivo à formação de crianças e adolescentes e ao público em geral". Mas para isso nem precisamos de vídeogame não é mesmo?

Nos Estados Unidos o jogo foi classificado como "T" (teenagers), para jogadores com mais de 13 anos. Eu não tive a oportunidade de jogá-lo, mas para fazer este post, perguntei para quem já o jogou e uma resposta padrão foi dada:

"O jogo é um GTA light."

Ô seu juiz! Acha que o jogo é perigoso aos jogadores? Então enfia uma classificação etária mais alta nele e não proíbe os "jogadores normais" que podem jogar essas coisas sem ser afetados psicologicamente pela TV. Se é assim que vocês pensam, gostam de nivelar a capacidade intelectual de quem joga vídeogame por baixo. Nós somos inteligentes sim! Não vou sair roubando o carro de ninguém e muito menos colocar uma roupa de guerra e atirar uma granada na sala de aula! No meu último post já falei de uma morte que foi por causa de "insanidade" de alguém e não por causa do vídeogame! Mas a culpa é de quem?

Tempo.......................

................................

................................

................................

Sim, você já sabe a resposta. Acho que eu sou um palhaço mesmo por estar contra a sua decisão sr. juiz.

[via g1 e yahoo]

relacionados


Comentários