Meio Bit » Baú » Games » Recordes existem para serem quebrados

Recordes existem para serem quebrados

10/04/2008 às 18:22

Lembro com uma doce nostalgia da antiga revista VideoGame, publicação que fez sucesso lá pelos anos 90. Através de suas páginas acompanhei as novidades sobre esse que viria a ser meu hobby favorito, numa época em que o segmento ainda engatinhava no Brasil.

Nessa ótima revista havia uma seção que trazia fotos que os leitores enviavam, com recordes em seus jogos favoritos. Isso me veio à lembrança hoje, ao ler sobre o lançamento da primeira edição do Guiness Book dedicada aos games, que deve acontecer em meados de maio. Nela figura o catarinense Rodrigo Lopes, com nada menos que seis recordes - cinco deles em jogos da série Zelda. Motivo de orgulho para os jogadores brasileiros, visto que é uma publicação com reconhecimento mundial.

Em tempos remotos eu gostava desse negócio de quebrar recordes. Lembro que eu e meu irmão passávamos horas praticando combos mirabolantes em Killer Instinct, da mesma forma que tentávamos tempos cada vez menores em F-Zero. Hoje em dia o tempo é tão curto que quebrar meus próprios recordes é um luxo a que não posso me dar. Já me dou por satisfeito em ter conseguido fechar 101% em Donkey Kong Country.

[via Folha Online]

relacionados


Comentários