Meio Bit » Baú » Games » GDC' 08: O futuro dos games

GDC' 08: O futuro dos games

Durante a GDC' 08 muitas mesas redondas foram realizadas, em uma delas sete pessoas conversaram sobre o futuro do enredo nos games. Um ponto que foi quase unanimidade foi a tendência de que em breve os games não terão mais distinção entre gêneros.

27/02/2008 às 21:11

Durante a GDC' 08 muitas mesas redondas foram realizadas, em uma delas sete pessoas conversaram sobre o futuro do enredo nos games. Um ponto que foi quase unanimidade foi a tendência de que em breve os games não terão mais distinção entre gêneros.

Para Denis Dyack, presidente da Silicon Knights, "entre os próximos 5 e 10 anos os jogos serão classificados como drama, sci-fi, ação... Como acontece atualmente com os livros e filmes". Tim Willits, sócio da Id Software segue a mesma linha de Dyack e afirma que se dependesse dele terminações como "RTS, RPG e FPS não seriam mais usadas".

Não é muito difícil concordar com o raciocínio deles. Basta pensar em como os jogos estão cada vez mais incorporando características de vários gêneros. Isso fica muito claro em títulos que possuem "mundos abertos" como os da série Grand Theft Auto. Também não é difícil vermos FPSs com elementos de RPGs ou com sequências de direção como Half Life 2.

Quanto ao enredo dos jogos, as opiniões foram diversas. Para alguns a história nos games dependem do gênero. No caso dos RPGs por exemplo ela seria vital, contudo, outros acreditam que um bom jogo precisa de um bom roteiro, independente do estilo do game.

Os participantes também discordaram sobre o nível de realismo atual dos jogos. Enquanto Michael Hall (Saber 3D) acredita que a indústria não conseguirá evoluir muito, já que segundo ele já estamos muito próximos de gráficos foto-realistas. Já para Matthew Karch (também Saber 3D) afirmou que "nós ainda somos homens das cavernas sobre o que é possível ser feito tecnologicamente". Para ele, "nós não poderemos contar uma boa história enquanto não pudermos acreditar que estamos realmente falando com uma pessoa nos games".

O que você acho do assunto?

[via Gamespot]

relacionados


Comentários