Meio Bit » Baú » Games » Mulheres e games

Mulheres e games

14/02/2008 às 10:01

Bem, primeiro de tudo quero deixar claro que minha intenção não é tratar do assunto mulheres VERSUS NOSSOS games. A ideia aqui é falar de uma coisa interessante que eu observei em mulheres que pegam em algum jogo mais hardcore.

Lembro uma vez quando uma namorada minha que “gostava de ver os outros jogando” foi lá em casa, gostou muito do clima de Resident Evil e pediu pra dar uma jogada. Quando ela pegou no controle a expressão dela já mudou um pouco, parecia mais nervosa, dava alguns gritos tipo “morre, morre, morre, bicho feio !!!” enquanto atirava em um zumbi. O ápice foi quando apareceu aquele primeiro cachorro zumbi (Aquele que quebra a janela, dá o maior susto na gente e quando matamos eles chamamos o bichinho de todos os “apelidos carinhosos” que nos lembramos) ela tomou o maior susto, largou o controle original do meu Playstation direto no chão, ficou toda se tremendo e disse que não queria mais jogar “aquela porcaria”.

E mais recentemente a namorada do meu irmão, viciada em The Sims, resolveu jogar um pouco em Call of Duty 4. A expressão de nervosismo foi a mesma e largou o jogo dizendo “É muita pressão, não consigo sair do lugar !”.

A minha pergunta é:

Será que a imersão que as mulheres sentem é muito maior que a nossa ?

Faria sentido explicar que a maioria das mulheres não gosta de jogos por causa dessas “imersão exagerada” que elas sentem. Medo de morrer, pena de matar, tristeza por ver outro personagem morrendo, são sentimentos fortes demais em uma coisa que a sociedade considera coisa de criança. Pena de matar e remorso todos nós sentimos quando matamos um Colossi, medo de morrer nós temos quando encontramos o último save point faz 2 horas e eu me senti péssimo quando vi a Aeris morrer, agora parece que as mulheres sentem isso tudo elevado ao quadrado.

relacionados


Comentários