Meio Bit » Baú » Games » Jogo de miniaturas de World of Warcraft a caminho

Jogo de miniaturas de World of Warcraft a caminho

10/02/2008 às 22:50

Não satisfeita com os milhões de jogadores ativos de seu World of Warcraft a Blizzard dá um passo além. Depois de levar a disputa entre Horda e Aliança para os PCs, RPGs de mesa, romances, trading card games e jogos de tabuleiro, agora é a vez de explorar um novo setor: os miniature games. Para quem não sabe, trata-se de um gênero bem antigo de jogos em que dois ou mais participantes controlam tropas de miniaturas que combatem entre si, muitas vezes usando como cenários belíssimos dioramas. O desenvolvimento será pela Upper Deck, responsável pelo próprio trading card game de World of Warcraft, e julgando pelas imagens de algumas miniaturas dá pra perceber que o ótimo padrão de qualidade foi mantido. Vale lembrar que, diferente do que ocorre com Hero Clix, cujas figuras possuem em suas bases informações e números pertinentes ao jogo, em World of Warcraft: Miniatures Games os personagens são montados sobre uma base simples e limpa, o que permite apenas colecioná-los e não necessariamente usá-los para jogar. Convenhamos, desde que o preço seja palatável, até que seria uma boa idéia. Uma miniatura de Illidan Stormrage ia ficar animal em minha estante.

Pouco foi comentado sobre o sistema de regras, mas os produtores prometem fidelidade ao MMO. Cada jogador poderá construir grupos de até cinco personagens, dentre Horda, Aliança e monstros (gostei!) para competir entre si ou mesmo formarem equipes com e contra outros jogadores. Também estarão presentes as tão queridas raids, grupos de heróis invadindo masmorras atrás de aventuras, doidos para dar fim ao chefão do lugar. Alguém lembrou da famigerada dragoa negra Onyxia?

Já faz tempo que não acompanho o assunto miniature gaming, mais precisamente desde que troquei o hábito do RPG de mesa por MMORPGs, mas que me lembre o último grande título famoso foi Hero Clix. Pelo que sei o mesmo conta com milhares de jogadores ao redor do mundo, até mesmo aqui no Brasil, onde a Devir Livraria tem os direitos deste e outros títulos igualmente populares. Ou seja, pelo meu parco conhecimento, creio que seja um mercado bem saturado. Um lançamento audacioso, vejamos se a moda pega.

[via Eurogamer]

relacionados


Comentários